*

Ambientalistas declararam guerra aos amantes de fast food. Dessa vez, deixaram os sanduíches engordurados de lado e apontaram o canudo de plástico como o novo vilão do planeta.

Nos Estados Unidos, cerca de 500 milhões desses itens são descartados por dia. O cenário, infelizmente, não é muito diferente em outros lugares do mundo: são oito milhões na Inglaterra. Para especialistas, tanto lixo por um produto com vida útil de, em média, quatro minutos não faz mais sentido.

Após muita pressão, empresas e governos começaram a se mobilizar. A Escócia, por exemplo, prometeu banir canudos de plástico até 2019. Essa semana, o McDonald’s anunciou que, em suas locações britânicas, vai substituir o acessório de plástico por um feito de papel biodegradável e o cliente vai precisar solicitar o canudo se não quiser beber direto do copo.

A poluição de plástico vem voltando ao debate por motivos urgentes. Além da possibilidade de contaminar quem usa embalagens e acessórios descartáveis com BPA, ou bisfenol A, e microplástico, os canudos ameaçam a natureza e os animais.

O plástico leva entre 100 e 200 anos para ser decomposto e já faz parte dos mares ao redor do mundo. O projeto Biodiversidade, da Ilha do Sal, estima que cem milhões de animais marinhos morrem todo ano devido à ingestão e contaminação da substância. A WWF prevê, para 2050, uma existência maior de plástico do que de peixes no oceano. Tartarugas, focas, baleias e pinguins estão entre as principais espécies vítimas da sujeira na natureza.

 

No Brasil, a conscientização está começando a ser discutida, principalmente, através das redes sociais. Campanhas como a Menos 1 Lixo querem levar informação a maior quantidade possível de pessoas. “A plataforma nasceu após eu decidir reduzir o meu consumo de descartáveis, especialmente de copos plásticos. Quero mobilizar influenciadores e o público interessado em viver de forma mais sustentável”, explica a idealizadora Fe Cortez.

Assim como ela, outras marcas nacionais surgiram com o objetivo de conscientizar a população. Além de discutir o assunto, algumas fabricam opções ecológicas para o canudo de plástico em bambu, vidro e aço. Mas também levam o conceito a outras áreas complicadas como os talheres de plástico, copos e até produtos de beleza.

Conheça algumas:

Paz em Gaia

A empresa vende canudos de bambu desde 2014. A produção é feita em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, com parceria de comunidades da região e envia para todo o país. “Os produtos do nosso portfólio foram criados a partir de necessidades que identificamos no nosso dia a dia, buscando minimizar o lixo plástico gerado em nossa rotina”, conta o fundador da marca Marcio Gennari.

O canudo sempre causou preocupação aos idealizadores da Paz em Gaia. “Percebemos que ele é um dos itens mais constantes na areia ou na água”, fala. No site, encontras-se opções ecologicamente corretas para vários itens, como talheres, creme dental, ecobags e quadros de decoração.

Mentah

Quando viajou para Bali, a farmacêutica Helen Rodrigues notou uma coisa diferente. Em vez de plástico, canudos de vidro eram usados nos restaurantes e na rua. Curiosa com a ideia, ela comprou alguns e começou a fabricar os seus no Brasil.

A empresa abriu em abril de 2017, mas já conquistou o público. “Quem tem essa consciência ambiental adora o canudo de vidro logo de cara. Quem não conhece direito tende a estranhar, porque não é só um produto diferente, mas um hábito novo”, diz Helen.

A Mentah produz canudos de vidro temperado com frases fofas, como “I’m not plastic!” e “Não polua, evolua”. A fundadora da marca planeja expandir a loja e oferecer serviços e experiências para incentivar os clientes a viverem de maneira mais sustentável.

Menos 1 Lixo

Olá! Hi! Hallo! Hola! Ciao! Kon’nichiwa! Ainda não sabe onde encontrar nossos copinhos na sua cidade? Então se liga aqui nesse post ☺💚 Rio de Janeiro @ahlma.cc @gaiaartcafe @alafruteria @orgbistro @dnaemporiobarradatijuca @emporiumprodutosnaturaisalice @rio2love @yoganamare @casa1111 @svadharma @studioyogaone @hotyogaone Nova Friburgo @armazemmanjericao São Paulo @viladasrosas @estelapassoni @goiabaurbana @suacasacomvida @insectashoes @arcah_oficial Brasília @inspira.verde Recife @manutenoriocafe Fortaleza @mercadinhossaoluiz @cantinholiberte Salvador @veganzasalvador Porto Alegre @mercadobrasco Curitiba @vegvegacasa Vitória @kaffacafeteria Online @pazemgaia @rio2love @adorofarm @armazemmanjericao @nosmaisarvores @vitalholistico 📸 @boleidesign #copomenos1lixo #menos1lixo #noplastic #semplastico #zerowaste #lixozero #sustentabilidade #meioambiente #gestãoambiental

Uma publicação compartilhada por Menos 1 Lixo (@menos1lixo) em

Outra opção para diminuir a quantidade de lixo causada pelos canudos de plástico é beber direto do copo. Depois de repensar seu consumo e poupar mais de mil copos descartáveis, Fe Cortez decidiu fabricar um durável. “O copo feito de silicone vem retrátil e com tampa de polipropileno. Para garantir a responsabilidade socioambiental da produção. A fabricação, 100% brasileira”, afirma. 

Por enquanto, a fundadora da Menos 1 Lixo não pensa em criar outros produtos. A reação dos mais de 70 mil seguidores do Instagram incentiva Fe a continuar com a campanha e disseminar informações sobre cuidado com o meio ambiente. “O copo na verdade funciona como um lembrete diário que podemos mudar o mundo, começando pelos pequenos gestos”, fala.

Paninhos

Saquinhos de lanches, guardanapos, tecidos para remover maquiagem e canudos de bambu ecologicamente corretos fazem parte do catálogo da marca. A missão é tornar os itens do cotidiano mais sustentáveis e apostar na produção artesanal e familiar.

Os panos usados são de produção nacional e no site da loja é possível saber qual tecido é usado em cada item. A empresa não usa plástico nem nas embalagens e produz kits fofos para o dia a dia.

Beegreen

A marca curitibana quer mudar os hábitos dos brasileiros. O canudo oferecido na loja é de aço inox e acompanha uma escovinha para limpeza. A Beegreen comercializa também ecobags, composteira e até uma bituqueira para evitar lixo no chão.