*

O mundo contemporâneo está mudando constantemente. Novas maneiras de se relacionar e diferentes tecnologias surgem todos os anos. Com essas transformações, é preciso atualizar as regras sociais.

Claudia Matarazzo virou referência nesse assunto. Ela tem 18 livros publicados e viaja por todo Brasil para dar palestras sobre as novas etiquetas do século 21. Em diferentes plataformas, a jornalista fala sobre os mais variados tópicos, como entrevistas de emprego e eventos corporativos.

Apesar de estar nesse mercado há 15 anos, a especialista garante que é preciso se atualizar frequentemente. “Após algum tempo, senti a necessidade de revisitar o meu livro Etiqueta Sem Frescura e acrescentar um capítulo sobre tecnologia. Pois, ao ler, percebi que o mundo havia mudado completamente e as regras tinham ficado antiquadas”, diz.

Por isso, precisou incluir também dicas sobre comportamentos inadequados na internet e nas redes sociais. De acordo com Claudia, é preciso tomar cuidado para não se expor demais, evitar fotos muito ousadas ou escrever ideias muito fortes nesses ambientes. “Todos estão de olho. Esses deslizes podem ficar para a posteridade”, aconselha.

Mas, por outro lado, há regras que não mudam. E mesmo assim as pessoas não as aplicam no dia a dia. Acredite se quiser: 70% das demissões acontecem por postura inadequada durante o expediente. O cuidado, entretanto, não deve ser tomado apenas por quem já garantiu uma vaga de trabalho.

“Em entrevistas de emprego, por exemplo, é importantíssimo pesquisar sobre a empresa”, conta. Ela acrescenta que se vestir discretamente nesses encontros é fundamental. “Prefira cores sóbrias: preto e branco são sempre uma boa pedida”, sugere.

E, para não passar vergonha em uma festa, Claudia também dá uma dica preciosa. “Na hora de um almoço ou jantar mais formal, procure escolher um prato fácil de comer. O espaguete, por exemplo, é sempre um desastre na hora de enrolar”, sugere.

Confira outras dicas espertas de Claudia Matarazzo:

Em uma entrevista ao Metrópoles, concedida antes de uma palestra sua em Brasília, a papisa da arte de receber contou como entrou no universo da etiqueta e dos bons costumes.

Ela nasceu em uma das famílias mais tradicionais de São Paulo. O primeiro Matarazzo a chegar no país, o conde Francesco, fundou, no século 19, o maior complexo industrial da América Latina. Dinheiro e poder aproximaram sua família de nomes importantes do mundo inteiro. A realeza europeia, por exemplo, se hospedava na casa de parentes de Claudia quando visitavam o Brasil.

Filha de pai italiano e mãe libanesa, a especialista estudou na escola inglesa St. Paul’s. Nos anos que esteve lá, era uma das poucas brasileiras. Aprendeu desde cedo os costumes de diferentes países, pois convivia com filhos de diplomatas e de executivos estrangeiros.

Aprendi que a etiqueta foi criada por praticidade. Com regras tudo fica mais simples de ser executado"
Claudia Matarazzo

Claudia formou-se em jornalismo e começou a trabalhar na Editora Abril. Ela foi chamada pelo governo de São Paulo, em 2006, para comandar o cerimonial. Após sete anos no cargo e com muita experiência em receber chefes de estado, passou a ensinar tudo o que tinha aprendido. O seu primeiro livro, Etiqueta Sem Frescura, foi lançado em 1993, mas é reeditado até hoje.

Além de viajar o Brasil inteiro ministrando workshops, Claudia dispõe de 19 cursos on-line. Neles, ensina como se comportar em variados ambientes corporativos e sociais. O mais procurado, entretanto, é o de dicas para entrevista de emprego, e o mais completo, sobre como organizar um evento.