*

Todo mundo conhece alguém que adora assar bolos ou fazer biscoitos para presentear, certo? Botar a mão na massa, porém, é mais do que um ato de gentileza e pode ser terapêutico, principalmente quando se cozinha para outras pessoas.

“Assar bolos ou biscoitos deixa a pessoa dar vazão à criatividade”, disse ao HuffPost a professora de ciências psicológicas e cerebrais da Boston University Donna Pincus.

“Há muita literatura científica que confirma a ligação entre expressão criativa e bem-estar geral. Quer seja pintura, fazer música ou preparar um bolo, as pessoas reduzem seu estresse quando têm alguma forma de dar vazão à sua criatividade.”

Para quem tem dificuldades em expressar sentimentos, essa também pode ser uma forma de declarar amor. “As pessoas que têm dificuldade para exprimir seus sentimentos em palavras podem demonstrar gratidão, apreciação ou condolências, oferecendo às outras um bolo ou uma travessa de biscoitinhos”, explica Susan Whitbourne, professora de ciências psicológicas e cerebrais na University of Massachusetts.

Especialistas relatam que assar bolos ou biscoitos, ou qualquer outro quitute, pode ser uma forma de mindfulness — uma meditação que foca nos detalhes, no presente, e reduz o estresse.

 

“Para preparar bolos ou biscoitos é preciso prestar atenção plena ao que se faz. É preciso medir as quantidades e abrir a massa. Quando você concentra sua atenção nos aromas e sabores, em estar presente com aquilo que está criando, esse ato de mindfulness, de atenção consciente no momento presente, também pode reduzir seu estresse”, explica a professora de psicologia Donna Pincus.

 



COMENTE

 
saúde mentalcozinhar

Leia mais: Comportamento