*

Gloria Groove foi a convidada da vez no The Noite, apresentado por Danilo Gentili no SBT. No programa que vai ao ar nesta quarta-feira (11/7), a drag queen falou sobre inspirações para a carreira e como se enxerga durante a fama.

“Desde que eu sei falar, eu sei cantar”, declara a artista, dona de hits de sucesso como Bumbum de Ouro e Arrasta. “Trabalho com música profissional desde os sete anos. Já fui calouro tantas vezes… tenho 23 anos, mas sinto como se tivesse 38”, explica a drag queen.

Sobre a vida artística e o nome adotado para tocar sua vida profissional, ela é direta: “Não acho que as coisas sejam separadas. Não tenho uma relação com a Gloria separada. Assim como a Larissa, por exemplo, com a Anitta. É meu alter ego, meu nome artístico”.

Ao humorista, Gloria revelou que sua mãe foi um de seus maiores canais de inspiração. “Sempre ouvi minha mãe ouvindo as divas dela. O gay afeminado sempre teve uma aproximação dessa imagem”, contou, relembrando que começou a se montar como drag com 16 anos.

Apesar do prazer de se ver como diva todos os dias, a cantora ressalta que não usa sua aparência artística o tempo inteiro. “Não ando montada na rua pra ir no banco ou na padaria”, diz, emendando: “Não me sinto menino nem menina”.