*

Muitos profissionais conseguem ganhar a vida trabalhando em casamentos. Com tantos detalhes, pressões e estresse que envolvem transformar esse sonho em realidade, as noivas costumam buscar toda a ajuda que conseguirem. Percebendo nisso uma oportunidade, a britânica Tiffany Wright se transformou em uma madrinha de casamento profissional.

Ela começou em 2016, criando a empresa The Undercover Bridesmaid, voltada para noivas prestes a subir ao altar. Entre as funções desempenhadas por Tiffany, estão organizar festas de noivado, acompanhar confirmações de presença, fazer listas de tarefas e até mesmo estar lá no dia do casamento para lidar com qualquer problema de última hora.

Em seu site, ela ressalta que não é uma organizadora de casamentos e que seu papel é completamente dedicado à noiva. E seus serviços não saem barato. A madrinha chega a cobrar até 5 mil libras esterlinas (equivalente a aproximadamente R$ 24 mil) por cliente.

Entre as razões para contratar uma madrinha profissional, Tiffany aponta que nem todo mundo quer ou tem o que é preciso para ser uma. Ela já trabalhou com mais de 150 noivas em quase todos os continentes, faz treinamento para madrinhas e ainda conta com o auxílio de padrinhos profissionais, caso o noivo necessite.

Para ajudar as noivinhas, a madrinha já teve que dar conta de tarefas bem estranhas. Entre elas, experimentar o vestido, ajudar madrinhas a perder peso, viajar para espiar o noivo e impedir o fotógrafo de tirar fotos de convidados atraentes para não ofuscar os noivos.

“Todas essas mulheres são noivazillas autoproclamadas e elas parecem usar o título como um distintivo de honra. Às vezes, não ter uma conexão pessoal ou familiar com alguém pode ser um bônus com algumas tarefas. Pode ser um trabalho difícil, mas é único e eu não poderia desejar uma carreira melhor”, disse ela ao jornal The Mirror.