Governo de Goiás seleciona 100 trainees em gestão pública

Candidatos devem ter conhecimento comprovado de liderança, gestão estratégica, inovação, comunicação ou temáticas comportamentais

atualizado 01/10/2019 19:16

iStock

A Secretaria de Administração de Goiás (Sead-GO) abriu processo seletivo simplificado para preencher 100 vagas de líder de área ou projeto. Os candidatos devem ter terminado a graduação a partir de dezembro de 2016. Os contratos terão duração de dois anos, com remuneração mensal de R$ 3 mil mais R$ 500 de auxílio-alimentação.

Para atender aos requisitos, o interessado precisa comprovar graduação em qualquer área de conhecimento e cursos complementares de pelo menos 20 horas em gestão pública, gestão estratégica, inovação, comunicação e temática comportamental. Também precisam apresentar documentos de experiência, a contar a partir de 2012, em estágios, monitoria, voluntariado, intercâmbio, grêmio, iniciação científica ou atuação profissional nos segmentos desejados, startups, incubadoras, mesmo sendo microempresário. Está vetada a participação de servidores efetivos.

Vídeo e entrevista

Após a análise de até 400 candidatos, será analisado o minicurrículo em vídeo de até dois minutos se apresentando e respondendo à pergunta “por que quero fazer a diferença na gestão pública atuando como trainee no Governo de Goiás?”. Serão avaliados critérios como criatividade, desenvoltura, comunicação, clareza de raciocínio e determinação. Quem passar desse funil, terá o estudo de caso verificado. Há três possibilidades para escolha do futuro trainee.

A última etapa, quando só os 250 melhores colocados serão convocados, será a entrevista. Os avaliadores vão observar e pontuar aspectos como capacidade de aprendizado, de influenciar pessoas, coerência, resiliência e iniciativa.

Essa fase poderá ser feita por meio de videoconferência para aqueles que não morem na região metropolitana de Goiânia. Apenas os 100 primeiros serão nomeados. Os 50 seguintes farão parte de um banco de habilitados. O prazo de validade de dois anos tem início na data da posse.

Modernização

A escolha de profissionais como é feita no mercado privado tem se tornado mais comum nos novos concursos. Na seleção de trainees em Goiás não se exige comprovação de conhecimentos teóricos de sua formação regular, mas a participação em cursos de curta duração e da prática ao longo da vida profissional.

A mesma preocupação tem tido o Executivo Federal em ofertar oportunidades para servidores efetivos em funções comissionadas e o Judiciário, que começa a se movimentar para mudar os parâmetros de seleção de futuros magistrados, valorizando habilidades pessoais e reduzindo a relevância de estudo formal das disciplinas exigidas.

Últimas notícias