Saiba diferenciar a tosse comum da que é sintoma de coronavírus

Metade dos pacientes com a doença apresentam, além de febre, uma tosse seca que leva à falta de ar

atualizado 21/04/2020 12:39

tosse e máscaraSeksan Mongkhonkhamsao/GettyImages

Um dos sintomas mais comuns de coronavírus, depois da febre e fadiga, é a tosse. Mas ela pode significar várias outras doenças, a depender de como se apresenta e se desenvolve. É interessante prestar atenção em como ela é para descrever o quadro corretamente para o médico.

A tosse típica do coronavírus é seca, sem fluidos, persistente e acompanhada de falta de ar e dor muscular. Como o paciente não está congestionado, na maioria das vezes, a tosse é descrita como “não-satisfatória”, já que não limpa as vias aéreas e não faz a pessoa se sentir melhor.

Uma tosse “molhada” é a que se apresenta com fluidos, que estão acumulados nas vias aéreas, e pode ser acompanhada de um “assobio” quando se respira fundo. Em alguns casos, como na pneumonia, a tosse pode começar seca e se desenvolver até se mostrar molhada, indicando fluido nos pulmões.

Já a tosse mais pesada, com catarro, que é bastante barulhenta e também acaba com uma falta de ar, normalmente é causada por infecções bacterianas. (Com informações do site Science Alert)

Últimas notícias