Letalidade do coronavírus no Brasil é maior entre negros e pardos

Dados do Ministério da Saúde afirmam que 1 a cada 3 mortos por Covid-19 pertence aos grupos, embora seja 1 a cada 4 hospitalizados

atualizado 11/04/2020 12:34

De acordo com o Ministério da Saúde, apesar de o coronavírus ter matado mais pessoas brancas, ele é mais letal entre pretos e pardos. Segundo os registros, praticamente um em cada quatro brasileiros hospitalizados com Síndrome Respiratória Aguda Grave (23,1%) é preto ou pardo, enquanto um em cada três dos óbitos decorrentes da doença (32,8%) pertence ao grupo.

Em contrapartida, 73,9% dos hospitalizados com a doença são brancos, e 64,5% morrem pela infecção. O governo passou a divulgar a cor dos pacientes internados e mortos depois que grupos sociais passaram a pressionar o ministro Luiz Henrique Mandetta e as secretarias de Saúde.

Nos Estados Unidos, país com o maior número de casos no momento, pessoas negras também são as que mais morrem em consequência da Covid-19. As autoridades dos EUA justificam a alta letalidade com as diferenças socioeconômicas dessa população, que acaba tendo menos acesso ao atendimento de saúde.

Últimas notícias