metropoles.com

Implante contraceptivo de australiana vai parar no coração. Entenda

Mulher de Melbourne colocou um implante contraceptivo hormonal no braço e ele acabou indo parar no coração

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/cloe.w_01
Montagem mostra o exame de Cloe ao lado de foto mostra Cloe, jovem de Melborne que teve um implante contraceptivo que migrou para o coração
1 de 1 Montagem mostra o exame de Cloe ao lado de foto mostra Cloe, jovem de Melborne que teve um implante contraceptivo que migrou para o coração - Foto: Reprodução/cloe.w_01

Uma mulher de 22 anos colocou um implante contraceptivo hormonal no braço e a haste flexível acabou migrando para o coração dela. O caso ocorreu com a jovem australiana Cloe Westerway e, até onde se sabe, é o primeiro deste tipo no mundo.

Cloe passará por uma cirurgia para tentar retirar o implante alojado no músculo cardíaco nesta quinta-feira (28/9), segundo informa o portal Australia News.

O que é o implante contraceptivo?

Cloe colocou o implante contraceptivo hormonal há dois anos. Ele é uma pequena haste flexível inserida logo abaixo da pele na parte interna do braço. Com 4 centímetros de comprimento e 2 milímetros de diâmetro, o dispositivo contém uma alta carga de etonogestrel, hormônio feminino sintético.

O hormônio é liberado continuamente, inibindo a ovulação. Além disso, o método altera o muco cervical, tornando o ambiente próximo ao útero insalubre para os espermatozóides. Esse tipo de contraceptivo é considerado uma forma eficaz e indolor de prevenção e tem eficácia de 3 anos.

Ilustração de mulher de blusa amarela com o braço para cima e um implante instalado - Metrópoles
Implante é colocado na parte interna do braço

O que ocorreu com Cloe?

Em entrevista ao portal Australia News, Cloe contou que começou a sentir azia, dores de cabeça, sangramento intenso, vômitos e palpitações logo depois de ter colocado o implante.

“Tinha usado o mesmo implante aos 15 anos e deu muito certo”, disse a auxiliar administrativa. “Estava tranquila de usá-lo. Parecia muito seguro e a clínica faz isso várias vezes ao dia, mas logo apareceram sintomas”, lembra.

Depois de ouvir as queixas da jovem, os médicos decidiram que seria melhor retirar o dispositivo. Quando foram removê-lo, não o encontraram.

0

Migração para o coração

Após realizarem exames de imagem, os médicos descobriram que o contraceptivo havia migrado do braço para as artérias pulmonares do coração e estava obstruindo parcialmente a parte esquerda do órgão.

Segundo os médicos, o dispositivo não foi inserido corretamente e foi implantado ou diretamente na veia ou tão próximo dela que escapou para dentro dela. Da veia, o dispositivo teria migrado até o coração.

Siga a editoria de Saúde do Metrópoles no Instagram e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSaúde

Você quer ficar por dentro das notícias de saúde mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações