Hospital da Criança usará técnica inédita em cirurgia de bexiga no DF

O paciente, de 1 ano e 11 meses, nasceu com extrofia de bexiga, quando os órgãos ficam expostos, fora do abdômen

atualizado 14/06/2019 19:55

Morsa Images/Getty Images

Pela primeira vez no Distrito Federal, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) realizará uma técnica inovadora na cirurgia de extrofia de bexiga. O procedimento, de alta complexidade, deve reparar uma má-formação na bexiga e uretra de uma criança de 1 ano e 11 meses de idade e acontece neste sábado (15/06/2019). A doença atinge três a cada 100 mil nascidos vivos – anualmente, um bebê ano nasce com os órgãos expostos fora do abdômen.

O procedimento será realizado pelo médico Hélio Buson, coordenador de Urologia do HCB. “Antes da cirurgia, a parede abdominal, o púbis, a bexiga e a genitália estão abertas e expostas. São feitas incisões, separando cuidadosamente a bexiga, a próstata, a uretra e os corpos cavernosos do pênis dos tecidos em volta”, explica o médico. “Depois que reconstruirmos tudo, dando aos órgãos o formato que, desde o início, deveriam ter, devolvemos toda a estrutura para o seu lugar e ali fixamos os órgãos novamente.”

Buson faz parte de um time chamado Grupo Cooperativo Brasileiro Multi-Institucional para o Tratamento de Extrofia de Bexiga pela Técnica de Kelley, formado por cirurgiões pediátricos que viajam o país para operar, pelo SUS, pacientes com a anomalia. (Com informações do Hospital da Criança de Brasília)

Últimas notícias