Homem tem pênis mordido durante sexo oral e glande fica preta

O caso é descrito em um estudo científico nos Estados Unidos, após o paciente ter procurado ajuda no hospital do Arizona

Getty Images

atualizado 28/12/2019 16:23

Um homem americano de 43 anos foi objeto de estudo depois que chegou à emergência de um hospital no Arizona, nos Estados Unidos (EUA), com a ponta do pênis preta, como se tivesse sofrido uma queimadura. Ele contou havia sido mordido acidentalmente durante sexo oral e só procurou os médicos depois de cinco dias do ocorrido.

O caso foi contado na revista Science Direct, mas não foi revelado como o incidente, de fato, ocorreu. O homem foi ao hospital depois de ter sentido dores e ficado com medo de que o machucado ficasse ainda mais sério. Os médicos da Universidade de Phoenix, no Arizona, em analisaram que o ferimento de 3 cm se tornou necrótico. O tratamento foi feito com antibióticos mesmo sem a confirmação de infecção.

“Pacientes que têm o pênis mordido geralmente não procuram tratamento logo, o que acaba causando algo mais grave. A progressão de uma úlcera na pele com infecção é comum e requer cuidados. Em casos raros, as mordidas causam infecções fatais ou gangrena, que pode levar a um tratamento cirúrgico”, apontou o médico Marc Zosky, autor do estudo. (Com informações do Daily Mail)

Últimas notícias