Gata morre após ser contaminada com coronavírus no Rio Grande do Sul

Pesquisadores farão teste genético para verificar se era uma variante do vírus. Ainda não se sabe se felina desenvolveu Covid-19

atualizado 23/03/2021 16:57

Gato sendo examinado por veterinárioReprodução/ Shutterstock

A Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento recebeu, na última semana, a notificação da morte de uma gata de 2 anos, diagnosticada com coronavírus. O caso aconteceu em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul.

Os tutores da felina tiveram a doença duas semanas antes do começo dos sintomas na gata. Ela desenvolveu sintomas de pneumonia, e um teste e uma contraprova detectaram o coronavírus na gata. Ainda não se sabe se ela desenvolveu a Covid-19.

“Ela teve complicações secundárias, continuou com a pneumonia e foi identificada a presença de bactérias, o que provavelmente foi a causa da morte”, afirmou André Streck, coordenador do laboratório de diagnóstico em medicina veterinária da Universidade de Caxias do Sul (UCS), ao UOL.

“É extremamente incomum um animal pegar a doença. É um caso raro. Mas é bom deixar claro que o gato se infectou mas não sabemos se o vírus causou a doença. A pneumonia pode ter sido desencadeada por outros fatores”, explica o pesquisador. Mais dois gatos vivem na mesma casa e não foram contaminados. Será feito o sequenciamento genético das amostras da felina para verificar se a versão era uma variante.

Segundo a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, tutores contaminados devem restringir o contato com pets, mantendo distância durante a infecção. Em caso de suspeita de contaminação, a indicação é procurar um veterinário.

0

 

Últimas notícias