Como lavar? Tire essa e outras dúvidas sobre o uso de máscaras

A partir de quinta-feira (30/03), o item de proteção passa a ser obrigatório para todos os moradores do DF que saírem de casa

atualizado 29/04/2020 8:28

ilustração pessoas de máscaraAda Yokota

O uso de máscaras de proteção facial será obrigatório no Distrito Federal a partir de quinta-feira (30/03). O objetivo é evitar a transmissão do novo coronavírus agora que as medidas de distanciamento social serão flexibilizadas.

A determinação do GDF é que as pessoas usem máscaras sempre que saírem de casa, em todos os espaços públicos e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços. Para cumprir a finalidade de proteção, entretanto, é importante que as máscaras sejam usadas de maneira correta e isso inclui aprender a colocá-las, retirá-las e lavá-las – no caso de serem de tecido.

“A máscara funciona como uma barreira física contra a disseminação de gotículas quando se fala, tosse ou espirra”, explica a infectologista Ana Helena Germoglio, do Hospital Brasília. Ela lembra que o uso, inclusive por pessoas assintomáticas, é uma estratégia complementar ao combate do vírus e não exclui a importância de lavar as mãos com água e sabão ou manter o distanciamento social de dois metros.

A seguir a infectologista, esclarece algumas dúvidas sobre o item de proteção:

Devo usar máscara de pano ou descartável?
As máscaras de pano são indicadas para uso não profissional, em pessoas assintomáticas. Para uso profissional – das equipes de saúde – e para pacientes sintomáticos, as máscaras mais indicadas são as descartáveis, também chamadas de cirúrgicas. Pelo fato de não conter filtro, a máscara de pano apenas oferece uma barreira física, sendo eficaz para prevenir a transmissão. As máscaras profissionais, por terem filtro, protegem a transmissão e o contágio.

Qual é o tempo máximo que posso ficar com a máscara?
Em geral, as máscaras cirúrgicas devem ser trocadas a cada quatro horas e as de tecido, a cada três horas. Ambas devem ser substituídas antes disso caso fiquem úmidas (para evitar a proliferação de bactérias), com sujeira aparente ou danificadas. Depois do tempo indicado, a capacidade de filtração da máscara fica reduzida.

Como retirar sem me contaminar?
Todas as máscaras devem ser retiradas pelas alças ou elásticos de sustentação, evitando que se toque na superfície externa das mesmas. É importante lembrar que sempre, antes da colocação ou após a retirada da máscara, as mãos devem ser higienizadas.

Como devo higienizar a máscara feita de tecido?
Ela deve ser higienizada com água e sabão, ficar de molho na água sanitária por 30 minutos e, depois de seca, é necessário passar ferro quente.

Qual é o modelo de máscara de tecido mais eficiente?
Segundo orientação do manual da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a máscara deve ser feita com as medidas do usuário, devendo cobrir totalmente a boca e nariz, sem deixar espaços nas laterais. Lembrando que há diferentes tamanhos, inclusive para adultos, além dos infantis e que seu uso é individual, não podendo ser compartilhada.

Arrumar a máscara aumenta as chances de contaminação?
Sim. A superfície externa da máscara é considerada uma parte contaminada. Se, inadvertidamente, a pessoa toca essa superfície e leva as mãos aos olhos, aumenta a chance de contaminação.

Mais lidas
Últimas notícias