Veganismo simples e desmistificado. É possível?

Veganos. Onde eles estavam todo esse tempo? De onde veio a tendência? E por que o assunto virou pauta na nossa rotina?

Unsplash/Doyoun SeoUnsplash/Doyoun Seo

atualizado 03/05/2019 9:18

O vegano “busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais”. A definição é da The Vegan Society, instituição sem fins lucrativos, fundada em 1944 no Reino Unido, com a finalidade educativa e informativa sobre a causa vegana.

Podemos, mais uma vez, expor o papel das mídias sociais como grande detonadora de bombas virais. A informação viaja rápido e grandes nichos se juntam por meio do algoritmo. Consumo consciente e sustentabilidade se tornaram nossos mantras e o final da história é fácil de prever, mas pessoas estão dispostas a adotar novos hábitos.

Grandes polêmicas nasceram com o movimento vegano e, talvez, a maior delas seja o quanto é caro e inacessível adotar os hábitos necessários. E é por isso que a coluna de hoje veio trazer boas notícias.

Alguns perfis no Instagram ganharam grande notoriedade nos últimos meses por compartilhar a simplicidade por trás da vida vegana. Com receitas, rotina diária e muito bom humor, eles retratam um veganismo sem frescura e verdadeiro.

Vegano de Quebrada

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Almoço basicão aqui das 08:00, repolho já picado à noite, peguei e joguei na panela depois os temperos e já era, bem suavão. Depois no busão comi duas maçãs antes de chegar no trampo pra dar aquela formatada haha Rango muito simples de ser preparado, bom pra caramba e o melhor é que sem pedaços de animais nele. Da pra viver sem carne e sem coisa cara vegana também, os legume na feira tão lá te esperando parça. Hoje tá teno: arroz integral, feijão e repolho.

Uma publicação compartilhada por Vegano de Quebrada (@veganodequebrada) em

A descrição do perfil já diz tudo: “Formas simples de comer sem sacrifício animal”. A rotina de um vegano brasileiro real, sem industrializados da modinha, com pouca grana e muita informação.

Vegano Periférico

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Nossa coroa tem uma amiga que é doméstica na casa de um megaempresário. Essa tia tava aqui em casa esses dias e comentou: “lá no meu serviço o pessoal também come assim; com bastante fruta de manhã, eu lavo um monte pra eles, principalmente a esposa do fulano (o empresário)… vocês tão ficando chique hein, comendo igual a eles.” Isso fez a gente refletir muito. Podemos ver essa realidade retratada nas novelas, nos filmes, o Djonga retratou bem no clipe: “JUNHO DE 94”, como essa relação do café da manhã do pobre e do rico se diferencia. O rico quase sempre aparece em cena comendo frutas no café da manhã e o pobre café preto, leite de vaca e pão com margarina. Isso diz muito sobre a cultura em que estamos inseridos e como aqui na quebrada realmente não temos o hábito de comer frutas e se alimentar de forma menos prejudicial possível. Somos educados desde pequenos a consumir produtos de origem animal, industrializados, só porcaria. Não queremos impor mudanças. O que nos incomoda é ver a propagação equivocada de que consumir frutas é um sinal de status, riqueza, um alimento pra seres instruídos, etc. Fruta é um alimento comum, básico e essencial na alimentação humana, mas infelizmente até isso está relacionado com classe social, por pura construção. Essa doméstica que vem aqui, é o exemplo da mentalidade de geral e como isso tá super enraizado em nosso povo. Temos que compreender que se alimentar bem e consumir frutas não é uma parada única e exclusiva de uma classe, todos podemos e todos devemos consumir alimentos mais saudáveis e menos embutidos, enlatados, refinados, processados e industrializados, até pra economizar uma grana. Lembrando que existem milhares de pessoas em condições de extrema pobreza e esquecimento que dependem da ajuda de terceiros para se alimentar e que pra esses escolher não é uma opção.

Uma publicação compartilhada por Vegano da Periferia (@veganoperiferico) em

Mais de 170 mil seguidores e o propósito de que a causa vegana não deve ter custo: é para todos, é simples e despretensiosa.

Vegana Raiz

Carol compartilha com mais de 30 k seguidores sua rotina e receitas veganas descomplicadas.

Fogão Veg

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Hoje vamos assim! Suco, salada, macarronese, beringela assada com molho vermelho e requeijão vegano, e arroz 💚🌱 #vegan #vegano #veganosbrasil #comidavegana #almocovegano #letscookvegan #veganism #veganismo #veganismobrasil #comidavegana

Uma publicação compartilhada por Fogão Vegano (@fogaoveg) em

Aquele rango caseiro do jeito que a gente ama em sua versão sem crueldade.

Veganismo Simples

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

🍛Postando o almoço quase na hora do café da tarde. Mas nunca é tarde pra mostrar um almocinho simples e lindo desses 😄. E vcs, o que almoçaram hoje? . Aqui foi: -Feijão vermelho cozido -Trigo de kibe refogado com couve (postei a receita há cerca de 2 semanas atrás aqui no feed) -Ervilha cozida -Berinjela assada (postei a receita aqui no feed no início dessa semana) . #dicasveganas #comidavegana #pratovegano #vegan #veganfood #govegan #considereoveganismo #sejavegano #veganfortheanimals #veganfortheearth #veganforthepeople #veganfortheenvironment #veganforthehealth #veganforall #veganismosimples

Uma publicação compartilhada por 💚🍆🌽🍅🍉💚 | Lisandra Seberino (@veganismo_simples) em

Lisandra compartilha no seu perfil dicas e receitas veganas simples e com ingredientes acessíveis.

Últimas notícias