metropoles.com

Vídeo: mãe acusa professora de agredir menino de 2 anos em escola

Imagens mostram professora puxando menino pelo braço, que bate a cabeça no chão; caso aconteceu em uma escola de Santos, no litoral paulista

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Imagem pouco nítida de mulher com colete azul puxando criança pelo braço - Metrópoles
1 de 1 Imagem pouco nítida de mulher com colete azul puxando criança pelo braço - Metrópoles - Foto: Reprodução

São Paulo —  Uma mulher acusa uma professora de uma escola infantil de agredir seu filho de 2 anos, em Santos, no litoral paulista. Ela relatou à polícia que recebeu vídeos nos quais a funcionária aparece puxando o menino pelo braço. A criança bate a cabeça no chão.

Em uma das imagens, é possível ver o momento em que o menino está caminhando no pátio da escola, localizada no bairro Encruzilhada, quando a professora o puxa com força pelo braço esquerdo. Ele cai sentado no chão e começa a chorar.

A professora, então, adverte o menino verbalmente, mas ele continua chorando. Outras crianças aparecem ao redor da cena. Após a mulher se afastar do menino, ele se levanta e tenta sair, quando é puxado novamente pela professora. Dessa vez, ele bate o rosto no chão.

O caso aconteceu no dia 19 de setembro. Após receber os vídeos, a mãe do menino registrou boletim de ocorrência de maus-tratos contra a professora na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que “diligências prosseguem visando o esclarecimento dos fatos”. A pasta afirmou ainda que “detalhes serão preservados por envolver menor de idade”.

O Metrópoles entrou em contato com a instituição Gota de Leite. Em nota, a assessoria informou que, assim que tomou conhecimento do caso pelos pais, a professora foi afastada da sala de aula. “Acionamos o Conselho Tutelar e a Secretaria da Educação, no intuito de agir em conformidade com todas as diretrizes estabelecidas pelos órgãos competentes”.

A escola atende 225 crianças na creche e pré-escola, além de 160 crianças e adolescentes em projetos de cultura e esporte. “Toda a equipe pedagógica passa por uma ampla avaliação e treinamento interno sempre em busca de aprimorar o atendimento à comunidade”, afirmou a escola.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSão Paulo

Você quer ficar por dentro das notícias de São Paulo e receber notificações em tempo real?

Notificações