São Paulo recebe primeiro cinema sustentável com energia solar

Com usina de geração de energia solar, o cinema sustentável já está funcionando na capital paulista

atualizado 01/12/2022 16:56

Além das placas fotovoltaicas, a construção do espaço de entretenimento tem um forro sustentável feito a partir de garrafas PETs retiradas do oceano e recicladas Divulgação

São Paulo – A cidade de São Paulo agora tem um cinema com tecnologia de recursos sustentáveis. Inaugurada na sexta-feira (25/11), a unidade da rede Cine A tem uma usina fotovoltaica para produzir energia solar e manter o complexo de cinco salas de exibição de filmes.

O cinema sustentável ocupa mais de dois mil metros quadrados no Continental Shopping, localizado na zona oeste da capital paulista. Em breve, o empreendimento também terá um restaurante temático e uma loja de conveniência.

Além das placas fotovoltaicas, a construção do espaço de entretenimento tem um forro sustentável feito a partir de garrafas PETs retiradas do oceano e recicladas. Outra aposta verde é oferecer as pipocas e refrigerantes em embalagens biodegradáveis.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Equipamentos e fornecedores

Segundo o diretor administrativo rede Cine A, Silvio Brittis, os equipamentos e fornecedores também são avaliados pensados no aspecto sustentável.

“O ar-condicionado do cinema tem tecnologia ‘inverter’ que garante um baixo consumo de energia. Os projetores funcionam com laser para não usar lâmpadas poluentes. Então, a gente busca tudo sustentável: na construção e no dia a dia do cinema”, disse Brittis.

Em 2019, a Cine A lançou o primeiro cinema autossustentável da América Latina. A unidade localizada em Itajubá, Minas Gerais, chegou a receber um reconhecimento de sustentabilidade do Expocine, encontro de executivos do mercado de cinema.

Mais lidas
Últimas notícias