metropoles.com

Ex-jogador está em estado grave após ser atropelado na Grande SP

O ex-jogador, Caíque Andrade, de 28 anos, foi atropelado após discussão em uma lanchonete na cidade de Arujá, região metropolitana de SP

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/TV Bandeirantes
Imagem colorida de carro atropelando um homem, no caso, o ex-jogador de futebol Caíque Andrade - Metrópoles
1 de 1 Imagem colorida de carro atropelando um homem, no caso, o ex-jogador de futebol Caíque Andrade - Metrópoles - Foto: Reprodução/TV Bandeirantes

São Paulo — O ex-jogador de futebol profissional Caíque Andrade, de 28 anos, foi atropelado após discussão em uma rede de fast food localizada na cidade de Arujá, região metropolitana de São Paulo, na madrugada do último domingo (31/3).

A vítima está internada em estado grave num hospital na cidade de Mogi das Cruzes, também na região metropolitana de São Paulo, após apresentar fratura no crânio e perfuração no pulmão com impacto do atropelamento. A dona do veículo foi contactada pelas investigações e suspeito já foi identificado pelas autoridades da Delegacia de Polícia de Arujá.

Segundo imagens da câmera de segurança, um grupo de quatro rapazes discute rapidamente com um homem que está dentro de um carro cinza. Após o conflito, o veículo dá meia volta e atinge Caíque, que é arremessado com o impacto da ação. Um dos homens presentes na cena disse à TV Bandeirantes que encontrou a vítima com dificuldades de respiração.

A mãe de Caíque, Cristina Rosa, confirmou ao programa Brasil Urgente que o estado da vítima é grave: “Ele [Caíque] está em coma induzido, com traumatismo craniano e perfurações no pulmão”, afirmou a mulher.

Ela disse que Caíque estava acompanhado da namorada no início da briga que começou por um não cumprimento. A mãe ainda afirmou que o homem atropelado estava sob efeito de álcool no momento do conflito.

O caso será registrado como quádrupla tentativa de homicídio por dolo direto, visto que o “veículo foi utilizado como arma”, afirmou Jaime Pimentel, delegado da Polícia de Arujá.

O motorista fugiu do local do crime, mas já foi identificado pelas autoridades. O suspeito tem passagem pela polícia por estelionato e, segundo testemunhas, é um antigo conhecido de Caíque.

A discussão entre os dois teria começado em uma lanchonete próxima à região. A vítima e o grupo de amigos tinham acabado de sair de um pagode pelas redondezas.

Compartilhar notícia