Vale a pena ver de novo: fatos de anos anteriores podem ajudar no Enem

As questões das provas não são feitas ano a ano, como em outros vestibulares. Elas saem do Banco Nacional de Itens

iStock

atualizado 26/09/2019 8:50

As questões da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não são feitas ano a ano, como em outros vestibulares. Dificilmente itens das provas do Enem 2019 foram elaborados neste ano. Elas saem do Banco Nacional de Itens (BNI) e, antes disso, passam por uma série de etapas de elaboração, revisão e teste.

Como todos esses processos demandam muito tempo, problemáticas atuais muito recentes, como o rompimento da barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), que ocorreu no dia 25 de janeiro de 2019 e resultou em um dos maiores desastres com rejeitos de mineração no Brasil, têm menor chance de entrarem na prova de 2019.

No entanto, esses tópicos atuais servem como um link para uma busca no Banco Nacional de Itens por questões que abordam a mesma temática. No caso exemplificado, a tragédia de Brumadinho está relacionada com outros desastres ambientais ou com outras situações-problema que já tiveram o tempo necessário para ingressarem nas provas do Enem:

  • Acidente radiológico com o césio-137 em Goiânia (novembro de 1987);
  • Rompimento da barragem em Mariana-MG (novembro de 2015);
  • Vazamento de óleo na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro (2000);
  • Impunidade em grandes tragédias brasileiras em que ninguém foi responsabilizado criminalmente etc.

A preparação de uma edição do Enem começa antes mesmo da última edição ser finalizada. Para que se tenha uma ideia, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a mídia com as questões do Enem deste ano foi entregue à gráfica responsável pela diagramação e impressão das provas no fim de junho. As provas estão impressas desde o dia 17 de julho. No dia 24, começaram a ser expedidas e armazenadas para, a partir de 3 de outubro, serem distribuídas.

Os itens, como são chamadas as questões objetivas das provas do Enem, são elaborados por colaboradores — convocados após edital de chamada pública — conforme os critérios estabelecidos pelas matrizes de referência e pelo guia de elaboração e revisão de itens do Inep.

Após revisão técnico-pedagógica, seguida do olhar de especialistas de cada área de conhecimento para chancelar ou não as revisões feitas, os itens validados passam por um pré-teste (aplicação para uma amostra populacional com características semelhantes à do público-alvo do Enem). Essa é uma forma empírica de avaliar parâmetros como a dificuldade da questão, o grau de discriminação e a probabilidade de acerto ao acaso da mesma.

A partir das respostas oferecidas pelo pré-teste são feitas análises psicométricas e pedagógicas. As questões que atendem todos os critérios ficam disponíveis para a montagem de provas futuras. As demais são descartadas ou encaminhadas para melhorias. O item finalizado passa a integrar o Banco Nacional de Itens, um repositório de questões à disposição do Inep para uso em futuras provas do Enem.

Durante a seleção dos itens para a composição de uma prova são levados em conta os índices psicométricos obtidos no pré-teste. Também são considerados o conteúdo abordado, a temática e a habilidade.

Não basta estar preocupado em compreender algum assunto pontual que esteja acontecendo, atualmente, no Brasil e no mundo. É fundamental que se faça um paralelo histórico dessa situação-problema. O candidato precisa tornar o repertório produtivo, buscando uma visão macro e interdisciplinar das questões atuais que costumam aparecer como uma forma de contextualizar um assunto mais específico das provas de ciências da natureza, de ciências humanas, de linguagens ou de matemática.

Grandes Temas para o Enem 2019:

  • Efeito estufa;
  • Vacinação e imunização;
  • Volta de epidemias que antes estavam erradicadas, como o sarampo;
  • As arboviroses dengue, zika e chikungunya;
  • O aumento dos casos de sífilis e tuberculose no Brasil;
  • Terrorismo;
  • Fake News e espionagem corporativa;
  • Nova lei de porte e posse de armas;
  • Crise humanitária e guerra na Síria;
  • Arte do grafite;
  • Reforma da Previdência;
  • Crise habitacional (falta de moradia);
  • Sociedade do consumo estético: a ditadura da beleza e a busca inatingível do corpo perfeito.

Os acontecimentos que impactaram o Brasil e o mundo que podem compor a prova do Enem 2019.

Retrospectiva 2016:

  • Surto de zika: OMS declara emergência internacional por microcefalia;
  • Obama em Havana. Depois de anos de afastamento político, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, esteve em Cuba;
  • Acordo climático de Paris;
  • Brexit;
  • Teste nuclear na Coreia do Norte;
  • Donald Trump eleito presidente dos Estados Unidos;
  • Morte de Fidel Castro;
  • Acordo de Paz na Colômbia.

Retrospectiva 2017:

  • A série 13 reasons Why, da Netflix, o “jogo” Baleia Azul e o tema suicídio;
  • Nova lei trabalhista: Brasil muda as relações entre patrões e empregados;
  • Regras para bagagem no avião e companhias aéreas, que passam a cobrar por mala despachada;
  • A morte de Zygmunt Bauman, um dos intelectuais mais pop da história;
  • Surto de febre amarela;
  • Usain Bolt encerra a carreira;
  • 2017: o ano em que a censura voltou a ameaçar as artes visuais.

Retrospectiva 2018:

  • Greve dos caminhoneiros;
  • A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva;
  • Intervenção militar no Rio de Janeiro;
  • A morte de Marielle Franco e Anderson Gomes;
  • Incêndio e desabamento de prédio de ocupação em SP;
  • A crise humanitária na Venezuela;
  • Incêndio destrói Museu Nacional no Rio;
  • Cuba sai do Mais Médicos.

Últimas notícias