Morar ou não no Plano Piloto?

Em busca de tempo e qualidade de vida, cresce cada vez mais o número de brasilienses que desejam viver próximo à área central de Brasília

Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles
Casaforte Construções - Post Patrocinado
 

Comprar um imóvel é uma decisão difícil. A localização talvez seja a maior dúvida de quem busca a moradia ideal. Segundo os especialistas, alguns pontos importantes devem ser levados em consideração no momento da escolha: proximidade do comércio local, distância do trabalho ou faculdade, opções de lazer, segurança e infraestrutura urbana.

“As pessoas têm uma vida corrida, mas procuram qualidade, economizando tempo e dinheiro”, ressalta Pedro Fernandes, presidente de uma das maiores imobiliárias do Distrito Federal. De acordo com ele, em razão disso, as construtoras da cidade têm buscado lançar novos empreendimentos em locais estratégicos, próximos à zona central de Brasília.

Felipe Menezes/Metrópoles

Praticamente metade da população empregada do DF (41,6%), mais de meio milhão de pessoas, trabalha no “avião”, segundo pesquisa da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan)

E não é à toa que os compradores têm dado preferência para os imóveis localizados mais perto do coração pulsante do quadradinho. Há três anos consecutivos, a capital do país ocupa o topo do ranking entre as cidades brasileiras com melhor qualidade de vida para se morar, segundo levantamento feito pela empresa americana de consultoria Mercer.

No estudo, as condições de vida são analisadas de acordo com 39 fatores, agrupados em 10 categorias. Dentre elas: bens de consumo, recreação, moradia, serviços e transporte públicos

Trânsito, o drama do brasiliense

Daniel Ferreira/Metrópoles

O tempo médio gasto em transporte pelos moradores do DF para as atividades diárias, seja de carro, ônibus ou moto, é de 2 horas e 38 minutos

Como a maior concentração de empregos está no Plano Piloto, uma conta é fácil: menos congestionamento significa mais tempo livre, economia de combustível e até saúde – física e mental – item essencial para quem quer consumir experiência e qualidade de vida.

Brasília possui cerca de 3 milhões de habitantes e 1,7 milhão de carros licenciados pelo Detran-DF. Em média, o brasiliense passa 40 dias por ano no trânsito, segundo pesquisa feita recentemente pela Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF).

Deslocamento ou viagem?

Utilizamos o aplicativo Waze para saber quanto tempo os moradores do DF levam para ir ou voltar da zona central de Brasília em horários de rush

Fonte: aplicativo Waze. O tempo pode variar, chegando até a duplicar em razão de intercorrências no trânsito. Arte: Cícero Lopes/Metrópoles

Trabalhar no Plano Piloto e morar em Regiões Administrativas é realidade para muitos brasilienses. Praticamente metade da população empregada (41,6%) do DF, mais de meio milhão de pessoas, trabalha no “avião”, segundo pesquisa da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

Entre os servidores públicos, o percentual ainda é maior. No total, 73% dos funcionários federais e do GDF trabalham em órgãos localizados na área central de Brasília e moram em outras regiões administrativas.

Acordar mais cedo, gastos com combustível, falta de tempo para cuidar da saúde e até mesmo para ficar com a família, são algumas das dificuldades apontadas por quem mora longe do trabalho.

Liv 703: um mundo de possibilidades na melhor localização da Asa Norte

O estilo de morar prático e funcional é uma necessidade das cidades modernas. E é justamente essa a proposta do novo residencial lançado pela CasaForte Construções. Localizado em uma das melhores quadras do Plano Piloto, a 703 Norte, o projeto traz o conceito de valorizar o tempo dos moradores, pois permite fácil acesso à órgãos públicos, bancos, shoppings, comércio, bares, restaurantes e parques.

O Liv 703 é um edifício contemporâneo, inspirado em metrópoles como Nova York e Londres. Ambientes como o Espaço de Coworking, o Espaço Fitness, o Lounge Bar e o Espaço Gourmet, agregam personalidade ao empreendimento, proporcionam praticidade e instigam a interação social. Além disso, o residencial conta também com lavanderia e bicicletário.

Há opções de plantas de um quarto com apartamentos, que vão de 39m² a 45m², e coberturas duplex de 84m² até 102m². Todos os imóveis dispõem de aquecimento a gás (GLP) individualizado nas torneiras e chuveiros, laje com isolamento acústico e iluminação com LED.

 

Para mais informações, acesse: liv703.com.br.

Compartilhe