Facebook e Instagram criam gerenciador de tempo para usuários nos apps

As duas empresas anunciaram que vão adicionar a funcionalidade para todos os usuários

atualizado 04/08/2018 12:42

istock

Se você tem curiosidade de saber quantos minutos ou horas do seu dia usa para navegar no Facebook e no Instagram, o Mark Zuckerberg resolveu te ajudar e deu uma solução para isso. Agora, será possível saber quanto tempo gastamos nessas plataformas. As duas empresas anunciaram que vão adicionar uma funcionalidade para todos os usuários gerenciarem o tempo que passam dentro do aplicativo.

Sabe aquele sentimento de “culpa” de que você poderia estar malhando, estudando ou até mesmo descansando, mas está deslizando o dedo na tela do celular para ver o que está nas timelines? Pois é. O objetivo do Facebook e do Instagram é justamente fazer com que você não tenha mais essa “culpa”. Para eles, você deve sentir que o tempo que fica dentro dessas redes sociais seja bem gasto.

Essas redes, sem dúvidas, consomem bastante tempo sem nem percebermos. Você fica ansioso para ver quantas curtidas ou corações têm após compartilhar um link, uma foto ou um vídeo. E quando as notificações nos celulares estão ligadas, elas não param de aparecer. No fim do dia, você abriu o aplicativo várias vezes e o tempo gasto chega a horas.

Segundo as empresas, o objetivo desses aplicativos é fazer com que “o tempo que as pessoas passam no Instagram e no Facebook seja positivo, inspirador e com propósito”. Na verdade, a empresa está dividindo com você a responsabilidade sobre o tempo gasto dentro da plataforma. E também quer mostrar que é sua parceira nessa luta contra o tempo mal gasto.

via GIPHY

Parece até um pouco contraditório, já que o Instagram acabou de lançar o IGTV. O objetivo não era que a gente ficasse cada vez mais tempo na plataforma e nos celulares? Mas agora, dizem as empresas, estão pensando mais na nossa saúde e no nosso bem-estar.

Facebook e Instagram não foram as primeiras a anunciar uma funcionalidade como essa. Apple e Google já têm recursos como esse nos sistemas iOS e Android para que eu e você tenhamos noção do tempo que gastamos nos celulares.

No caso das empresas de Zuckerberg, diante das métricas que as organizações têm disponíveis, obviamente vão avaliar como estamos usando esse novo recurso. Acredito que há uma grande chance de poucas pessoas utilizarem essa funcionalidade, já que a plataforma tem milhares de opções de publicação e configurações. Quanto mais escolhas o usuário tem de fazer, menos ele as faz e mais usa as configurações padrão.

Um ponto importante a ser lembrado é em relação aos anunciantes. Afinal, o Facebook é uma empresa que vende publicidade para se manter rentável. Normalmente você compra e consome mais quando está feliz, certo? Dessa forma, se achássemos que estávamos perdendo tempo ao navegar dentro da plataforma, essas redes não conseguiriam trazer bons resultados para as empresas que anunciam. Portanto, há também um lado comercial nessa novidade.

Ficamos viciados em tecnologia. Isso é fato. E as empresas sempre desenvolveram novos produtos e funcionalidades para que a nossa atenção ficasse cada vez mais presa aos sites e aplicativos. Pode ser que depois do caso das eleições americanas em 2016 e o vazamento de dados do Cambridge Analytica tenham feito com que as gigantes de tecnologia olhassem mais para o nosso bem-estar. Porém, o objetivo principal parece ser melhorar a imagem diante da audiência após esses episódios

Leo Renato Bernardes é jornalista e especialista em marketing e comunicação digital

Mais lidas
Últimas notícias