Comunidade da Fercal recebe atendimento médico e odontológico em Mutirão da Cidadania

Pelo menos 5 mil pessoas devem receber atendimento médico e odontológico, além de orientações sobre prevenção ao uso de drogas e reaproveitamento alimentar neste sábado (28/11) na Fercal. A ação, que faz parte da terceira edição do Mutirão da Cidadania, ocorre até as 17 horas em três locais da região: na quadra de esportes, no […]

atualizado 28/11/2015 18:44

Toninho Tavares/Agência Brasília

Pelo menos 5 mil pessoas devem receber atendimento médico e odontológico, além de orientações sobre prevenção ao uso de drogas e reaproveitamento alimentar neste sábado (28/11) na Fercal. A ação, que faz parte da terceira edição do Mutirão da Cidadania, ocorre até as 17 horas em três locais da região: na quadra de esportes, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e na instituição de ensino.

“(O mutirão) representa um conforto e traz cidadania à comunidade, além de contribuir para diminuir a pressão sobre os hospitais públicos”, afirmou o governador Rodrigo Rollemberg.

A dona de casa Maria Bezerra Alves, 52, foi a primeira a pegar senha para o atendimento oftalmológico *Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília**
A dona de casa Maria Bezerra Alves, 52, foi a primeira a pegar senha para o atendimento oftalmológico *Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília**

Após ser parcialmente destruído após uma forte chuva ocorrida em outubro deste ano, a escola foi reformada por presos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania.

O deputado distrital Raiumundo Ribeiro (foto abaixo), responsável por criar o projeto quando era secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do DF, visitou a escola. “É uma ação extraordinária em termos de cidadania. Para mim é gratificante ver que num mutirão de cidadania o governo sendo governo. Fico feliz por contribuir com a obra, que deixará um grande legado para a comunidade”, declarou.

O primeiro Mutirão da Cidadania ocorreu em setembro no Sol Nascente, em Ceilândia. O segundo foi no mês seguinte em Arapoanga, Planaltina. Nas duas edições, mais de 10 mil atendimentos foram feitos.

Mais lidas
Últimas notícias