metropoles.com

Veja quem são as mulheres cotadas para assumir Caixa e Banco do Brasil

Sem ministério, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, deve ser a responsável por definir os nomes que comandarão os bancos públicos

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
caixa-economica-federal
1 de 1 caixa-economica-federal - Foto: Reprodução

O presidente eleito de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não anunciou nesta quinta-feira (29/12) os nomes dos indicados para o comando da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil (BB) – bancos públicos que estarão sob a alçada do Ministério da Fazenda, de Fernando Haddad (PT).

No entanto, em seu discurso, ao anunciar os nomes dos 16 ministros que faltavam para a futura composição da Esplanada dos Ministérios, Lula afirmou que Caixa e BB serão comandadas por mulheres.

O governo de transição não definiu quando serão anunciados os dois nomes. As escolhas devem ficar a cargo da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, que não foi para o ministério de Lula e será contemplada com um grande poder de influência sobre os bancos públicos no próximo governo. Foi Gleisi quem convenceu Lula a escolher mulheres para dirigir a Caixa e o BB.

Cotadas

A ex-presidente da Caixa Maria Fernanda Coelho era considerada a grande favorita a assumir novamente o banco a partir de 2023. Na quarta-feira (28/12), entretanto, ela foi anunciada como secretária-executiva da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Além de comandar a Caixa durante o segundo mandato de Lula (2007/2010), Maria Fernanda foi ministra do Desenvolvimento Agrário, em 2016, no fim do governo de Dilma Rousseff.

Entre as cotadas para a presidência do banco, estão a atual vice-presidente de Governo da Caixa, a funcionária de carreira Tatiana Tomé de Oliveira. Ela está no banco desde 2003.

Já para o BB, os nomes mais comentados são os de Taciana Medeiros, ex-administradora da Petros, o fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, e a executiva Ana Cristina de Vasconcelos, do BB Previdência. A presidente da BrasilPrev, Ângela Beatriz de Assis, também agrada Gleisi.

A senadora Kátia Abreu (PP-TO) chegou a pleitear a presidência do BB, mas as negociações não prosperaram.

A futura ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB-MS), havia pedido a Lula que Caixa e BB ficassem sob sua alçada na pasta, mas o presidente eleito rechaçou essa possibilidade de imediato. Os bancos públicos estarão sob o guarda-chuva de Haddad na Fazenda.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNegócios

Você quer ficar por dentro das notícias de negócios e receber notificações em tempo real?

Notificações