*
 

Ao menos cinco pessoas morreram e 10 ficaram feridas após ataque a tiros em zona rural no Norte da Califórnia (EUA). A tragédia começou em uma casa e terminou numa escola primária. De acordo com a imprensa local, o atirador foi executado por policiais após disparar contra crianças. Não há relatos de mortos na unidade de ensino, mas há três estudantes entre os baleados: um deles de 6 anos, que foi atingido por dois disparos. As informações são do jornal O Globo.

Segundo autoridades, um homem de aproximadamente 50 anos teria matado as vítimas em uma casa perto do colégio Rancho Tehama. Já na escola, teria começado a atirar por volta das 8h (hora local). Ali, ele foi morto pela polícia. O episódio aconteceu pouco depois de os pais deixarem as crianças na escola. Vários dos 10 feridos foram levados, de helicóptero, para hospitais.

O xerife-assistente do condado de Tehama, Phil Johnston, afirmou que 100 agentes foram mobilizados para investigar ao menos sete cenas de crime na região, a cerca de 200km ao norte de Sacramento, capital do estado. Uma arma semiautomática e pistolas foram encontradas.

Um homem disse à imprensa que teve sua caminhonete roubada e o colega de apartamento foi baleado e morto. O atirador, supostamente, se chamava Kevin e era conhecido dos moradores locais. “Esse vizinho vinha disparando muitas balas ultimamente, pentes enormes. Ele estava maluco, nos ameaçando e tudo”, relatou Brian Flint, o entrevistado.

A escola Rancho Tehama está nos arredores de Corning, um povoado de 8 mil habitantes dedicado à produção de azeite de oliva e situado 160km ao norte de Sacramento.

O tiroteio ocorre 10 dias após outro incidente, no qual um homem abriu fogo contra fiéis em uma igreja do Texas, matando 26 pessoas. Ao menos 33 mil pessoas morrem anualmente nos Estados Unidos em incidentes com armas de fogo, sendo dois terços por suicídio, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças.

 

 

COMENTE

estados unidostiroteioarma de fogoataque
comunicar erro à redação

Leia mais: Violência