Vegana processa vizinho porque cheiro de churrasco a “ofende”

Além do pedido para pararem de fazer churrasco, a mulher requisita que eles diminuam a intensidade das luzes e não plantem muitas plantas

atualizado 03/09/2019 17:53

Um mulher vegana de Perth, Austrália, entrou com um processo na Justiça um tanto quanto inusitado. Cilla Carden quer que o vizinho pare de fazer churrasco porque o cheiro causado pela queima da carne invade sua residência e causa uma “grande ofensa”.

“Tem sido devastador, uma turbulência, um desassossego, não consigo dormir. Não posso mais aproveitar o meu jardim. Não vou lá”, disse Cilla ao canal 9News. Além do pedido para pararem de fazer churrasco, a mulher requisita que eles diminuam a intensidade das luzes, mantenham os cachorros quietos e não plantem muitas plantas no jardim.

O processo foi protocolado em março, mas só agora foi julgado pela Justiça. Obviamente, o juiz indeferiu a ação. “As 400 páginas de evidências foram um excesso tendo em vista a proporção dos pedidos. O que a família está fazendo é apenas vivendo em suas casas como uma família”, disse Peter Quinlan, responsável pelo caso. Cilla vai recorrer.

Últimas notícias