Vaso chinês “extremamente raro” é vendido por R$ 8,9 milhões

O objeto foi encontrado em uma cozinha no Reino Unido e pertencia à Corte do imperador chinês Qianlong, que governou no século XVIII

atualizado 18/05/2022 16:20

vaso chinês azul com detalhes douradosDivulgação/dreweatts.com

Um vaso chinês considerado “extremamente raro” foi encontrado em uma cozinha no Reino Unido e vendido em um leilão por 1,4 milhões de libras (cerca de R$ 8,9 milhões). Datado do século XVIII, o objeto foi vendido a um comprador internacional, que participou do evento por telefone.

O artefato havia sido comprado na década de 1980 por um cirurgião britânico, que pagou apenas algumas centenas de reais. O vaso foi mantido em uma cozinha e passado para o filho do médico, que não sabia o valor real do objeto, até ser descoberto por um especialista e colocado em leilão.

Com 60 cm de altura e produzido em vidro azul,  o vaso é ornado com figuras em prata e dourado e foi criado para enfeitar a corte do imperador chinês Qianlong (1736-1795).

Leia mais no site TrendsBR, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias