*
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta quinta-feira (12/10) um decreto que direciona as agências federais a promoverem mudanças regulatórias no sistema de saúde norte-americano, o primeiro passo de seu governo em uma campanha ostensiva para enfraquecer o Affordable Care Act (ACA), também conhecido como Obamacare. A medida foi tomada após a fracassada tentativa do republicano para acabar com o sistema atual e substituí-lo no Congresso.

A determinação não faz mudanças imediatas no sistema de saúde. Em vez disso, dá indicações aos departamentos do Trabalho, Tesouro e Saúde para explorar opções regulatórias que podem expandir o acesso a planos de saúde que ficam de fora do escopo do ACA.

O republicano assinou o decreto na Casa Branca, rodeado de pequenos empresários. “Isto vai direcionar departamentos a agir no sentido de elevar a competição e o acesso a planos de saúde de preços baixos e alta qualidade”, disse Trump. “E não vai custar nada aos EUA”.

Uma das intenções do presidente é facilitar o arranjo para que empresas possam se unir para contratar planos de saúde para seus funcionários. Ele também deve simplificar a venda de seguro-saúde com curta duração.

Críticos dessas políticas dizem que as novas opções vão tirar do mercado destinado ao Obamacare os norte-americanos mais jovens e saudáveis, deixando apenas os mais velhos. Caso isso aconteça, a qualidade dos serviços pode sofrer.

Na cerimônia, Trump também falou sobre os cortes de impostos que pretende fazer. “Nos próximos meses, teremos grandes cortes de impostos, até mesmo o senador Rand Paul vai apoiar”, disse. Paul, senador republicano pelo Kentucky, expressou recentemente preocupação com o projeto da Casa Branca.

 

 

COMENTE

donald trumpobamacare
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo