Sugar daddy mata, queima e enterra jovem no quintal em 1º encontro

Ao confessar o crime, o homem disse que o assassinato ocorreu porque ele "queria matar alguém"

atualizado 09/10/2020 17:36

Jovem morta por sugar daddyReprodução

Um homem foi preso nos Estados Unidos após matar, queimar e enterrar uma jovem de 23 anos. A estudante Mackenzie Lueck havia se inscrito em um aplicativo de sugar baby com o objetivo de encontrar um sugar daddy, e acabou se deparando com Ayoola Ajayi, de 32 anos.

Para quem não sabe, um (a) sugar baby se torna acompanhante de homens ou mulheres mais velhos, mas geralmente não há relação sexual entre eles. Nesse ínterim, o sugar daddy (ou também, sugar mommy) recompensa a pessoa com dinheiro ou outros favores.

Acontece que Mackenzie estava feliz em ter entrado em contato com Ajayi, e os dois marcaram um encontro. No mesmo dia, de acordo com o jornal UK Metro, a jovem havia ido ao enterro da avó.

0

Ao chegar na casa do sugar daddy, Mackenzie foi surpreendida quando o homem decidiu enforcá-la. Ele teria usado um cinto para esganá-la e matá-la asfixiada.

Após a jovem morrer, Ajayi a queimou e enterrou o corpo no quintal da própria casa. Mackenzie foi dada como desaparecida, e, conforme a publicação, os policiais descobriram o envolvimento dela com o sugar daddy no aplicativo.

Apesar de Ajayi ter desenterrado o corpo e o enterrado novamente a 160 km de sua casa, a polícia encontrou vestígios de Mackenzie no quintal. Ele foi preso e confessou o crime. De acordo com o homem, a ação foi premeditada e o assassinato ocorreu porque ele “queria matar alguém”. O acusado espera julgamento.

Últimas notícias