Vacina de Cuba contra Covid-19 apresenta eficácia preliminar de 62%

Vacina Soberana 2 apresentou eficácia de 62% com duas de suas três doses programadas. País tem outros imunizantes em fase de testes

atualizado 20/06/2021 16:17

vacinação são pauloFábio Vieira/Metrópoles

A vacina Soberana 2, produzida em Cuba, apresentou eficácia de 62% com duas de suas três doses programadas contra a Covid-19, de acordo com comunicado da biofarmacêutica estatal BioCubaFarma divulgado nesse sábado (19/6).

“Em algumas semanas devemos ter os resultados de eficácia com três doses que esperamos ser superiores”, disse Vicente Vérez, diretor do Finlay Vaccine Institute, que desenvolveu o imunizante.

Com um setor de biotecnologia avançado que exporta vacinas há décadas, Cuba tem cinco imunizantes candidatos em ensaios clínicos. Dois deles, Soberana 2 e Abdala, estão em fase final de testes.

O país optou por não importar vacinas estrangeiras, mas sim por desenvolvê-las por conta própria. “Sabemos que nosso governo não tem sido capaz de fornecer a este projeto todos os fundos necessários e, no entanto, isso é resultado de uma posição global”, disse o presidente Miguel Diaz-Canel na apresentação dos resultados na televisão estatal.

Argentina, Jamaica, México, Venezuela e mais outros países já apresentaram interesse em comprar as vacinas. O Irã começou a produzir a Soberana 2 no início deste ano como parte dos testes clínicos de fase final.

Mais lidas
Últimas notícias