Estudos detectam hormônio antienvelhecimento em camundongos

A substância, que também está presente nos humanos, traz diversos benefícios para os camundongos que o possuem

atualizado 25/05/2022 18:22

Hamster Getty Images

Um estudo recente feito em camundongos machos identificou um hormônio antienvelhecimento que consegue afetar os efeitos do envelhecimento nesses roedores. O hormônio é chamado de fator de crescimento de fibroblastos 21, representado pela sigla FGF21. A substância é secretada pelo fígado do animal.

Nos últimos anos, estudos mostraram que o FGF21 melhora o gasto energético e a tolerância à lactose dos camundongos, enquanto consegue reduzir o peso corporal desses roedores. A pesquisa realizada mais recentemente descobriu que ele também é um hormônio antienvelhecimento e traz diversos benefícios para os camundongos que o possuem.

Saiba mais no portal SoCientífica, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias