Igreja Católica da França teve cerca de 3 mil pedófilos desde 1950

Informação foi levantada pela Comissão Independente sobre Abuso Sexual na Igreja (Ciase). Relatório será publicado nesta terça-feira (5/10)

atualizado 03/10/2021 18:25

Kelly-Ann Tan/Unsplash

A Igreja Católica da França teve cerca de 3 mil pedófilos, entre padres e religiosos, desde 1950, revela a Comissão Independente sobre Abuso Sexual na Igreja (Ciase, na sigla em francês).

A Ciase foi criada em 2018 para investigar abusos sexuais cometidos por lideranças religiosas na Igreja Católica. A comissão divulgará um relatório nesta terça-feira (5/10) sobre a apuração. No total, foram analisados cerca de 115 mil casos de padres e religiosos franceses.

“É um passo importante, mas não o fim da história, tanto para a Igreja Católica como para o resto da sociedade”, disse o chefe da Ciase, Jean-Marc Sauvé, ao Journal du Dimanche, nesse sábado (2/10).

“No final desta obra considerável, não se pode alegar ter toda a verdade. Estamos apenas no limiar. Outros trabalhos terão que aprofundar o conhecimento sobre o crime infantil. Mas temos verdade suficiente para falar com confiança e legitimidade”, declarou Sauvé.

Últimas notícias