Pelo menos 15 pessoas morreram em tiroteio em El Paso

Polícia não confirma número de vítimas do atentado em loja do Walmart ao lado de shopping. Feridos seriam 40. Jovem de 21 anos foi preso

ReproduçãoReprodução

atualizado 03/08/2019 20:36

Pelo menos 15 pessoas morreram neste sábado (03/08/2019) num ataque a tiros em um shopping da cidade americana de El Paso, no Texas (EUA). De acordo com procurador-geral do Texas, Ken Paxton, o tiroteio deixou “entre 15 e 20” mortos. Já a emissora de televisão local KTSM9, citando fontes policiais, informou que seriam 18 vítimas e “numerosos feridos”

Mais cedo, a NBC News, utilizando informações dos agentes de segurança da cidade, informou que o número de pessoas assassinadas seria de 19, com outras 40 feridas.

Um homem branco de cerca de 20 anos foi detido como suspeito pelo ataque, informou a polícia. O atentado ocorreu em uma loja do Walmart, ao lado de um shopping tradicional de El Paso.

Mais cedo, o prefeito de El Paso, Dee Margo, revelara, sem dar número exato, que o atentado deixou “múltiplos mortos”.

Um porta-voz do hospital Del Sol hospital confirmou que a unidade recebeu 11 atingidos, com idades variando de 35 a 82. Dois desses feridos estão em condição estável e nove, em estado crítico. No fim da tarde deste sábado, a polícia de El Paso pedia que moradores da região doassem sangue “com urgência” em dois centros, para ajudar no atendimento aos feridos.

O Departamento de Polícia informou que dois homens foram detidos, e apenas um seguia preso, um jovem de 21 anos identificado como Patrick Crusius.

A polícia de El Paso pediu a “qualquer pessoa” que ache que “pessoas que ama” estavam no mercado ou no shopping que se reunisem na MacArthur Intermediate School para esperar mais informações.

No Twitter, a polícia da cidade norte-americana informou que o ataque começou por volta das 11h (horário de Brasília).

O Departamento de Polícia da cidade alertou sobre o crime pelo Twitter.

A reação da empresa

No meio da tarde, a rede Walmart se posicionou pelo Twitter, afirmando que a empresa estava “em choque com os eventos trágicos em El Paso” e que estavam “orando pelas vítimas, pela comunidade e colaboradores”. Confira:

Trump reage

O presidente dos EUA, Donald Trump, também foi ao Twitter, já no meio da tarde, para falar do atentado. “Tiroteios terríves em El Paso. Relatos são muito ruins, muitos mortos”, escreveu.

Últimas notícias