Pela primeira vez na pandemia, Trump aparece de máscara em público

O presidente norte-americano usou a proteção para visitar veteranos feridos em hospital militar, perto de Washington

atualizado 11/07/2020 23:58

ALEX EDELMAN / AFP

Em plena campanha pela reeleição, o presidente norte-americano, Donald Trump, usou uma máscara em público, pela primeira vez, neste sábado (11/7), cedendo à forte pressão para dar um exemplo de saúde pública enquanto a pandemia do novo coronavírus avança nos Estados Unidos.

Ele apareceu com uma máscara preta ao visitar uma instalação médica militar, a Walter Reed National Military Medical Center, nos arredores de Washington.

O uso de máscaras nos Estados Unidos acabou se tornando uma disputa política entre apoiadores do presidente, que se recusam a colocar o acessório alegando tratar-se de uma violação inaceitável da liberdade pessoal, e aqueles que consideram a medida fundamental para evitar o avanço da pandemia. O próprio presidente nunca tinha usado máscara em público.

Nesta semana, a campanha de Trump encorajou as pessoas que fossem a seu comício, que estava marcado para este sábado — e acabou cancelado — a usarem máscara.

A equipe da campanha do presidente afirmou que, dessa vez, todos os participantes do comício receberiam uma máscara e seriam “fortemente encorajados a usá-la”, além de terem fácil acesso a desinfetante para as mãos.

Os dois comícios anteriores do presidente foram criticados por não impor nem respeitar as orientações de segurança contra a disseminação da Covid-19. No comício de Tulsa, em Oklahoma, o primeiro feito por ele desde março, máscaras chegaram até ser distribuídas, mas seu uso era opcional.

0

Últimas notícias