Em um dos últimos discursos, Biden prega união e restauração dos EUA

"Quero recuperar a decência e a honra da Casa Branca", assinalou o candidato democrata a presidente dos Estados Unidos

atualizado 03/11/2020 14:30

Joe Biden segurando máscaraAlex Wong/Getty Images

Em um dos últimos discursos antes do resultado das eleições, o candidato democrata a presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pregou união e restauração do povo estadunidense.

“Quero recuperar a decência e a honra da Casa Branca. O país está sofrendo com o preconceito”, disse Biden, no meio da rua, na cidade de Scranton, no estado da Pensilvânia, nos EUA.

“Eu quero unificar este país. Eu quero agradecer muito, muito obrigado. O país está pronto para essa unificação. É a maior honra da minha vida”, prosseguiu o ex-vice-presidente dos EUA.

Líder nas pesquisas de intenção de votos, o candidato relembrou momentos marcantes na cidade de Scranton, que faz parte de um dos estados-chave das eleições norte-americanas.

“Meu pai então falava essa expressão, ele sempre dizia: ‘Vai ficar tudo bem'”, afirmou Biden, ao arrancar aplausos do grupo de apoiadores. O discurso foi proferido por um megafone, na rua.

Biden foi um dos 100 milhões de americanos que votaram antecipadamente – a opção foi autorizada em todo o país por causa da pandemia de Covid-19. Esta terça-feira (3/11) é o último dia para votar.

0

Últimas notícias