metropoles.com

Pesando 20kg, mulher está morrendo de fome devido a doença rara

Nicolette Baker é portadora da Síndrome da Artéria Mesentérica Superior, conhecida como SMAS

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Nicolette Baker
1 de 1 Nicolette Baker - Foto: Reprodução

Uma mulher de 36 anos está literalmente morrendo de fome devido a uma condição rara que a deixa incapaz de ingerir qualquer tipo de alimento, sólido ou líquido. Nicolette Baker é portadora da Síndrome da Artéria Mesentérica Superior, conhecida como SMAS.

De acordo com o jornal britânico The Mirror, a moradora da Cornualha, na Inglaterra, foi diagnosticada inicialmente com “anorexia nervosa severa e persistente”, e sofria com a doença desde o nascimento.

0

Por causa do relatório médico, Nicolette foi submetida a diversos tratamentos ineficazes e, de acordo com ela, “traumáticos”. Ela chegou a receber cuidados paliativos em casa, mas, com o novo diagnóstico, a britânica espera viajar para a Alemanha e receber um método curativo para salvar sua vida.

“Estou tentando manter o sonho vivo. Não sei se conseguirei até a data da cirurgia [em fevereiro], mas estou vivendo para cada dia, e a esperança de melhorar está me dando algo pelo qual ansiar”, declarou.

Nicolette recebeu o diagnóstico de SMAS há 7 anos. A síndrome se dá devido a uma compressão vascular no intestino delgado que resulta em dor absurda durante o ato de comer ou beber.

Conforme o The Mirror, os alimentos líquidos ficam acumulados na região e esticam o estômago, causando vômitos e infecções bacterianas enquanto a comida apodrece. Por isso o receio do paciente por comer. Estima-se que um terço das pessoas portadoras da síndrome morre de desnutrição.

“Por 25 anos, fui tratada como uma paciente de saúde mental com um transtorno alimentar durante a infância, no início da adolescência e na idade adulta. Fui enviada a unidades de transtornos alimentares em todo o condado por meses, às vezes a um ano a fio, forçada a ganhar peso com regimes alimentares punitivos que meu sistema digestivo simplesmente não conseguia controlar”, relatou a britânica.

“Eu me senti completamente humilhada e minha identidade foi arrancada durante essas décadas de tratamento, até porque eu simplesmente não conseguia transmitir aos profissionais que não tinha estômago para a comida em mim”, disse ainda.

Nicolette, por fim, desabafou: “Não tive anorexia porque queria ser magra. Simplesmente não queria comer por causa da dor que isso me causava”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações