Parlamento derruba primeiro-ministro conservador da Áustria

Chanceler Sebastian Kurz foi tirado do cargo depois de escândalo de corrupção que implodiu coalizão do governo

atualizado 27/05/2019 12:30

VIRGINIA MAYO/ESTADÃO CONTEÚDO

O Parlamento da Áustria votou, nesta segunda-feira (27/05/2019), uma moção de censura contra o chanceler conservador Sebastian Kurz, retirando-o do cargo após o escândalo de corrupção que implodiu a coalizão de governo.

Essa votação sem precedentes na história do país contou com os votos dos socialdemocratas e do partido nacionalista FPO, cujo líder havia sido obrigado a renunciar ao posto de número dois do governo, em função do mesmo escândalo.

O resultado da votação foi anunciado pela vice-presidente do Parlamento, Doris Bures.

Últimas notícias