*
 

O Parlamento da Catalunha, com maioria favorável à independência da região, aprovou nesta quarta-feira (6/9) uma lei para amparar o referendo separatista, previsto para ocorrer em 1º de outubro. A informação é da agência EFE.

O promotor-geral de Estado da Espanha, José Manuel Maza, afirmou que vai abrir uma disputa judicial contra o governo da Catalunha devido à decisão. O Conselho de Estado, convocado pelo presidente de governo, Mariano Rajoy, apoiou o recurso do governo espanhol contra esta medida no Tribunal Constitucional (TC).

Esta disputa se somará à anunciada na quarta contra os integrantes da Mesa do Parlamento da Catalunha, que permitiram a tramitação da lei de referendo.

O governo também recorrerá contra o decreto de convocação do referendo e as normas complementares para sua realização, bem como a resolução do Parlamento catalão designa os cinco membros da Junta Eleitoral.

 

 

COMENTE

Espanhacatalunhareferendo
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo