Papa Francisco se diz “estupefato” pela violência ocorrida no Capitólio

O pontífice ainda declarou que as pessoas que trabalham contra a democracia devem ser condenadas, quem quer que sejam

atualizado 09/01/2021 18:02

Reprodução

O papa Francisco se pronunciou, durante este sábado (9/1), sobre o ataque ao Capitólio dos EUA. Em entrevista concedida ao canal de notícias italiano Canale 5, o religioso se declarou “estupefato” por causa violência ocorrida.

“Fiquei estupefato porque se trata de um povo tão disciplinado na democracia”, disse o papa, em trechos antecipados da entrevista, que irá ao ar na noite deste domingo (10/1).

O religioso ainda afirmou que as pessoas que trabalham contra a democracia devem ser condenadas, quem quer que sejam. “Sempre há algo que não está funcionando… (com) as pessoas seguindo um caminho contra a comunidade, contra a democracia, contra o bem comum”, disse o papa.

“Graças a Deus que isso veio à tona e está claro para ver bem, porque assim você pode consertar”, disse o religioso, acrescentando: “Sim, isso deve ser condenado, esse movimento, não importa quem esteja envolvido nele “.

Entenda

Na última quarta-feira (6/1), um grupo formado por apoiadores do presidente Donald Trump  invadiu o Capitólio. Eles entraram no local durante a contagem oficial dos votos do Colégio Eleitoral definidos nas eleições presidenciais de novembro.

Trump disse, momentos antes da sessão no Congresso, que não aceitaria a derrota para Biden. O norte-americano também incitou as pessoas a caminharem em direção ao Capitólio.

Durante o episódio, cinco pessoas morreram. A última vítima confirmada foi um policial ferido nos confrontos contra aliados de Trump.

0

Últimas notícias