*
 

Um pai tomou uma atitude difícil, mas por uma boa causa. Adrian Derbyshire, 42 anos, de Warrington, Reino Unido, decidiu compartilhar uma foto da filha, Julia Derbyshire, 16 anos, no leito de morte para alertar os pais sobre o bullying. A jovem tirou a própria vida após sofrer ataques na internet de outras pessoas sobre sua aparência e seu modo de viver.

Certo dia, a menina não aguentou mais a pressão do bullying e se enforcou. O pai chegou momentos depois e a encontrou praticamente morta. Adrian foi direto para o hospital com a jovem, mas, após cinco dias internada, ela não resistiu. A primeira foto da galeria abaixo foi tirada 10 minutos antes dela morrer.

“Tirei as fotos momentos antes dela ir embora e as deixei de lado até agora. Eu sabia que ia procurá-las, pois dessa forma poderia alertar outras pessoas. Hoje, quando ela completaria 18 anos, coloquei flores no túmulo dela em vez de levá-la para celebrar”, disse, emocionado, o pai ao Daily Mirror.

Segundo Adrian, as fotos servem para mostrar que a vida pode estar em risco em qualquer família. “Ajude um parente ou amigo a não passar por essa situação, essa é a campanha. O assunto é sério e precisamos de mais publicidade para essas situações”, desabafou o pai.

 

 

COMENTE

Reino Unidobullying
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo