*
 

O pai de três atletas abusadas por Larry Nassar tentou atacar o ex-médico da seleção norte-americana de ginástica no tribunal de Michigan, na manhã desta sexta-feira (2/2). O episódio aconteceu durante mais um dia de audiência na Corte.

Randall Margraves, o pai das jovens, foi contido por seguranças e deixou o tribunal algemado, após tentar agredir e dizer palavras ofensivas contra Nassar. Margraves esperou o depoimento de suas filhas para então pedir a palavra à juíza Janice Cunningham: “A senhora poderia me conceder cinco minutos em um quarto fechado com esse demônio?”.

Diante da negativa da magistrada, insistiu. “Me dê um minuto, então”. A juíza afirmou novamente que isso não seria possível e foi surpreendida com a reação de Margraves, que correu em direção a Nassar.

O médico Larry Nassar, de 54 anos, foi condenado a 175 anos de prisão por abusar sexualmente de várias atletas da seleção. A maior parte delas era menor de idade à época do crime. Ele cumprirá ao menos 40 anos de detenção em regime fechado pelos crimes contra as ginastas, mas esse tempo só poderá contar após ele cumprir 60 anos de uma sentença que já está em execução, desde dezembro, por posse de pornografia infantil. Somando as penas e descontando o período em que o réu já está encarcerado, Larry Nassar só poderá pedir liberdade condicional em 99 anos.