Mistério: mulher é 4ª pessoa de grupo de WhatsApp a ser achada morta

Jovem de 20 anos fazia parte de um grupo que discutia métodos de suicídio

atualizado 06/10/2021 13:26

Amy SpringerReprodução

A jovem Amy Springer, de 20 anos, foi encontrada morta em uma floresta perto do clube de críquete Portslade, em Benfield Valley, no sul da Inglaterra. Ela é a quarta pessoa de um grupo no WhatsApp a cometer suicídio após o início da interação no chat.

De acordo com o jornal The Mirror, Amy fazia parte de um grupo que discutia métodos de suicídio. Ela teria entrado no chat do WhatsApp para conversar com outras pessoas sobre automutilação.

Conforme investigação policial, outras três pessoas ligadas ao grupo foram achadas mortas.

Amy havia desaparecido 15 vezes em 2020 e três vezes neste ano. Em algumas ocasiões, seus pais tiveram de intervir em momentos nos quais ela se automutilava.

A causa da morte foi dada como asfixia. Segundo a publicação, a jovem sofria de diversos transtornos e era traumatizada desde a morte de seu irmão, na infância.

Últimas notícias