*
 

O ministro das Relações Exteriores da França ameaçou novos ataques com mísseis contra a Síria se o governo sírio usar armas químicas novamente. A França juntou-se aos Estados Unidos e à Grã-Bretanha em uma operação conjunta realizada na noite desta sexta-feira (13/4) e que, segundo Jean-Yves Le Drian, resultou na destruição de “boa parte” do arsenal de armas químicas do governo sírio.

O ministro disse que a França “não tem dúvidas” de que o governo sírio estava por trás de supostos ataques químicos realizados no fim de semana passado. A Síria nega a responsabilidade.

Le Drian disse à emissora de televisão BFM que o objetivo da missão aliada “foi alcançado”, mas se a “linha vermelha for cruzada novamente”, pode haver outro ataque.

 

 

COMENTE

FrançaSíriarússiaEUAataque à síria
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo