Menino diz à mãe que quer morrer após bullying e vídeo viraliza

Grande repercussão das imagens mobilizou milhares de pessoas e até celebridades. Comediante criou vaquinha para levá-lo à Disney

Reprodução/Facebook

atualizado 21/02/2020 11:32

Quaden Bayles, 9 anos, causou comoção com um vídeo postado nessa terça-feira (18/02/2020) pela mãe, Yarraka, nas redes sociais. Vítima de bullying na escola por ter nanismo, o garotinho foi filmado fazendo um pedido chocante a ela: “Me dê uma corda, eu quero me matar”. As imagens atraiam milhares de pessoas que, em uma corrente do bem, enviaram mensagens de apoio.

Ao Daily Mail, Yarraka contou que pegou o filho depois da escola e o viu entrar no carro chorando depois que um colega deu um tapa na cabeça dele, tirando sarro por conta de sua altura.

0

Chorando desesperadamente, o garoto pergunta “qual é o motivo das agressões” e diz que gostaria de morrer. “Eu só quero me esfaquear no coração. Quero que alguém me mate”, lamentou, chorando no banco de trás do carro.

A ativista aborígene resolveu filmar a cena e torná-la pública para que outros pais e os professores se conscientizassem. “Acabei de buscar meu filho na escola, testemunhei um episódio de bullying, liguei para o diretor e quero que as pessoas saibam – pais, educadores, professores – esses são os efeitos que o bullying causa. Por favor, eduquem seus filhos, famílias e amigos”, disse ela na gravação.

A família Bayles foi inundada com mensagens de apoio de pessoas de todo o mundo depois que o vídeo foi visto mais de 17 milhões de vezes.

Várias celebridades também manifestaram apoio ao garotinho, como os atores de Hollywood Hugh Jackman e Mark Hamill. “Quaden, você é mais forte do que sabe, companheiro, e não importa o quê, você tem um amigo em mim”, comentou Jackman no Twitter.

Uma página do GoFundMe foi criada pelo comediante estadunidense Brad Williams, que também tem nanismo, para arrecadar dinheiro e enviar Quaden para a Disneylândia. A vaquinha levantou 137.065 libras em um dia (mais de R$ 779 mil).

“Criei essa vaquinha para dizer a Quaden que o bullying não será tolerado e que ele é um ser humano maravilhoso que merece alegria. Quero trazer Quaden e a mãe para os Estados Unidos, hospedá-los em um ótimo hotel e levá-los para a Disney. Isso não é apenas para Quaden, é para todos que sofreram bullying em suas vidas e ouviram que não eram bons o suficiente”, comentou.

Todo valor que sobrar será doado para organizações antibullying, de acordo com Brad.

“Apenas se defenda”

Depois da repercussão, o garotinho conversou com a NITV nesta sexta-feira (21/02/2020) e incentivou outras pessoas a se defenderem quando estão cara a cara com um valentão.

“Se você sofre bullying, apenas se defenda e não ouça o que eles dizem. Os pais deveriam ensinar os filhos a serem legais com quem tem alguma deficiência”, disse ele.

Nanismo

Quaden nasceu com acondroplasia, o tipo mais comum de nanismo, em que os braços e as pernas da criança são mais curtos em proporção ao comprimento do corpo. A cabeça é grande e, muitas vezes, o tronco é do tamanho normal.

A acondroplasia pode causar complicações na saúde, como interrupção da respiração (apneia), obesidade, infecções recorrentes no ouvido e uma curva interna exagerada da coluna lombar.

Pessoas com nanismo têm uma expectativa de vida normal.

Últimas notícias