Vídeos. Após chuvas, praia é tomada por seringas e ampolas com sangue

Praia em Karachi, uma das mais visitadas no Paquistão, ficou repleta de lixo médico. População enfrenta sério problema de segurança

Reprodução/TwitterReprodução/Twitter

atualizado 06/09/2019 9:11

Um dos pontos favoritos de moradores paquistaneses, a praia de Clifton, em Karachi, no Sul do país, foi tomada esta semana por centenas de seringas, agulhas e ampolas com sangue levadas pela maré até a areia após fortes chuvas. Imagens chocantes, divulgadas desde terça-feira (03/09/2019), causaram indignação e dimensionam o grave problema enfrentado pela população para evitar que os frequentadores fiquem gravemente feridos (veja vídeos abaixo).

Quatro dos cinco quilômetros de areias, geralmente douradas, ganharam um “tapete” digno de filme de terror, com tons escuros e o colorido artificial de frascos, ampolas, entre outros resíduos médicos, além de embalagens plásticas. Nas redes sociais, pessoas postaram fotos e criticaram as autoridades pela falta de aviso sobre as condições de uso da área.

“Façam a coisa certa e emitam um Aviso de Serviço Público em todas as mídias agora até sabermos quando praia estará segura!”, comentou uma pessoa no Twitter. “Todo o lixo de Karachi foi direcionado para o mar, então isso é recorrente. Visitem a praia daqui um mês e vão encontrar a mesma situação”, reclamou outro.

A australiana Shaniera Akram, que mora no país, contou que o cenário era chocante. “Andei nesta praia todos os dias nos últimos quatro anos e nunca fiquei com medo até hoje”, relatou no Twitter, ao publicar fotos e vídeos. Um seguidor dela mostrou o momento em que alguns caminhões chegaram para recolher o material espalhado na orla.

Reprodução/Twitter
Seringa com sangue encontrada em praia

Luta antiga
Mesmo que o fato seja extremamente incomum, Karachi – cidade com mais de 14 milhões de pessoas – luta contra o acúmulo de resíduos sólidos há muito tempo. Jornais locais dão conta que um terço das 13 mil toneladas de lixo descartadas diariamente por moradores acabam nos esgotos e são levados diretamente para o mar.

Reportagem da emissora Al Jazeera apontou recentemente vários “andares” feitos de resíduos que aumentam descontroladamente a céu aberto, um reflexo do rápido crescimento residencial e de propriedades industriais. Pela grande quantidade, essas montanhas de sujeira caem e formam um “tapete” de lixo no Mar da Arábia, o mesmo mar que volta a Clifton Beach.

O governo afirmou ter um plano para lidar com o lixo e o esgoto, mas autoridades de várias cidades do Paquistão disseram que não conseguem lidar com o aumento do desperdício.