*
 

Responsável por uma plataforma com mais de 2 bilhões de perfis, o presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, terá um dia cheio nesta terça-feira (10/4). Ele falará em uma audiência conjunta das comissões Judiciária e de Comércio do Senado dos Estados Unidos (EUA). Amanhã (11), Zuckerberg dará depoimento à Comissão de Energia e Comércio da Câmara de Representantes.

Na pauta, o escândalo do vazamento de dados de mais de 70 milhões de norte-americanos para a empresa britânica de marketing digital e consultoria política Cambridge Analytica (CA). As informações foram repassadas pelo desenvolvedor de um aplicativo de teste de personalidade disponibilizado no Facebook.

Conforme revelou um ex-funcionário da empresa em reportagens publicadas pelos jornais The New York Times (EUA) e The Guardian (Reino Unido) em março, as informações foram usadas pela companhia para criar publicidade personalizada e influenciar eleições em todo o mundo, inclusive a disputa de 2016 que resultou na vitória de Donald Trump.

O presidente da Comissão Judiciária do Senado, Chuck Grassley, afirmou, em comunicado divulgado em seu site pessoal, que as redes sociais revolucionaram a forma de comunicação, usando dados para conectar pessoas em todo o mundo. “Com todos os dados circulando no Facebook e em outras plataformas, usuários merecem saber como sua informação é compartilhada e armazenada”, comentou.

“Esta audiência será uma oportunidade importante de jogar luz em questões críticas de privacidade de dados de consumidores e ajudar os norte-americanos a entender o que ocorre com as suas informações pessoais online”, explicaram os deputados Greg Walden, presidente da Comissão de Energia e Comércio, e Frank Pallone, Jr, em comunicado publicado na página do colegiado.