Marido que matou mulher com brinquedo sexual de 20cm é absolvido

Segundo o juiz, o sexo foi consensual e tudo não passou de um acidente

atualizado 18/07/2019 17:57

A Justiça da Alemanha resolveu absolver o marido que matou, sem querer, a mulher com um brinquedo sexual de 20cm durante uma sessão de 48 horas de sexo sadomasoquista. A morte ocorreu dias após o casamento dos dois em 2018. Segundo o juiz Johannes Hochgürtel, os danos internos causados por Ralph Jankus, 52 anos, em sua esposa, Christel, 49 anos, foram um acidente.

“Podemos assumir que foi sexo consentindo”, disse o juiz durante a o julgamento, segundo a imprensa local. O magistrado pediu ainda que o acusado não repita essa ato nunca mais. O casal se conheceu em 2011 e decidiu se casar sete anos depois.

0

Na época do crime, Ralph chegou a postar no Facebook que a esposa tinha morrido. “Infelizmente tenho que dividir com vocês que minha amada esposa morreu repentinamente após oito dias de casados. Estou devastado”, escreveu. Segundo o marido, a mulher começou a sentir dores logo depois das 48 horas de sexo sadomasoquista, no entanto, ao procurar um médico, nada foi constatado.

Quatro dias depois, ela morreu. A causa da morte foram danos internos no intestino causados pelo vibrador. O homem não comentou a absolvição após o julgamento.

Últimas notícias