Mãe é condenada por alugar filho a pedófilos na internet

Os crimes aconteceram entre maio de 2015 e agosto de 2017

IStockIStock

atualizado 07/08/2018 10:17

Uma alemã foi condenada, nesta segunda-feira (6/8), a 12 anos e seis meses de prisão por “alugar” o filho para fins sexuais a pedófilos na internet. Berrin Taha, de 48 anos, juntamente ao marido, Christian Lais, 39, também foram acusados de abusar sexualmente do garoto e publicar vídeos do crime.

Segundo reportagem da Vice, o casal foi considerado culpado de estupro, agressão sexual de menor, prostituição forçada e distribuição de pornografia infantil.

Os crimes aconteceram entre maio de 2015 e agosto de 2017. A polícia foi informada sobre a rede de pedofilia em setembro do ano passado e, desde então, prendeu e acusou oito pessoas.

Durante o processo, assistentes sociais foram duramente criticados pelos alemães. Isso porque o garoto chegou a ser retirado temporariamente da residência dos pais, mas acabou devolvido a eles.

Últimas notícias