*
 

Um jardineiro inglês ficou tão cansado das reclamações da esposa que tomou uma decisão extrema: resolveu viver no meio do mato. Por dez anos ele viveu recluso, até conseguir um emprego fixo e um novo lar.

Malcolm Applegate, que agora tem 62 anos, estava casado há três quando se cansou da “chatice” da mulher. Ela queria que ele passasse mais tempo em casa, e reclamava dos horários de trabalho do marido, segundo o jornal britânico Daily Mail.

Segundo o jardineiro, a atitude controladora dela chegou ao extremo, e sem achar outra saída, ele simplesmente abandonou sua casa. Malcolm saiu de Birmingham, onde morava, e seguiu para Londres. O trajeto, que tem cerca de 200 km, deveria ter sido feito de bicicleta, mas ao longo do caminho o veículo foi roubado. O homem terminou o trajeto a pé.

Por fim, ele se fixou em uma área florestal pouco conhecida, perto da capital. Outras duas pessoas montaram acampamento com o jardineiro, e ele sobreviveu fazendo trabalhos para uma comunidade de idosos que ficava nas proximidades. Durante todo esse tempo, a sua irmã o procurou, acreditando que Applegate estava morto.

Depois de uma década vivendo em precárias situações, ele foi para Emmaus Greenwich, uma entidade que acolhe pessoas sem teto. Lá, Malcolm finalmente entrou em contato com a irmã, passou a trabalhar para a instituição, e agora gasta o tempo livre arrecadando dinheiro para caridade.

 

 

COMENTE

casamentoMalcolm Applegatefoge de casa
comunicar erro à redação

Leia mais: mundo