metropoles.com

Incêndio em hospital no Iraque para tratar Covid deixa 66 mortos

Ao menos 66 pessoas morreram e outras 50 se feriram. Explosão de um tanque de oxigênio teria sido a causa das chamas

atualizado

Arshad Mohammed/Anadolu Agency via Getty Images

A explosão de um tanque de oxigênio provocou, na noite dessa segunda-feira (12/7), um incêndio no Hospital Universitário Imam Hussein, em Nassiriya, cidade no sul do Iraque. De acordo com a imprensa local, pelo menos 66 pessoas morreram e 50 ficaram feridas. A unidade trata pacientes com Covid-19.

Segundo a agência estatal INA, o primeiro-ministro e comandante-chefe das Forças Armadas do Iraque, Mustafa Al-Al-Kadhimi, se reuniu com integrantes das forças de segurança para investigar as causas do incêndio.

Representantes de outros países prestaram solidariedade às vítimas e ao país. Por meio de um comunicado, o embaixador dos Estados Unidos no Iraque, Matthew Tueller, se disse profundamente triste ao saber do incêndio e lamentou as mortes.

O número de óbitos ainda pode aumentar, pois o trabalho de resgate continua na unidade de saúde. Entre os mortos, estão dois funcionários do hospital.

Acidente semelhante

Em abril deste ano, um incêndio semelhante atingiu o hospital Ibh al-Khatib, na capital do Iraque, Bagdá. O local também atendia pacientes da Covid-19 e, da mesma forma, foi causado por conta de uma explosão de cilindro de oxigênio.

O incêndio deixou 82 pessoas mortas e 110 feridas. Dos mortos, pelo menos 28 estavam intubados em decorrência do vírus que já vitimou quase 3,5 milhões no mundo.

Por terem sido acusados de negligência, o diretor do hospital, o diretor-geral do Departamento de Saúde de Bagdá e o diretor de engenharia e manutenção foram demitidos pelo primeiro-ministro iraquiano.






Quais assuntos você deseja receber?