Homem morre após contrair coronavírus na “Festa da Covid”

A vítima de cerca de 30 anos admitiu acreditar que a doença era um "boato", mas se enganou após ser contaminado

atualizado 13/07/2020 11:44

Reprodução/ABC

Um americano de cerca de 30 anos morreu pelo novo coronavírus após se contaminar na “Festa da Covid”, organizada por uma pessoa infectada para testar a realidade do vírus e a possibilidade de propagação. 

De acordo com a diretora médica, Janes Appleby, do Hospital Metodista de San Antonio, no Texas, a saúde da vítima começou a se deteriorar após a festa. Poucos minutos antes de morrer, o paciente confessou à enfermeira que julgava ser um boato a doença, mas se enganou ao ser infectado. “Acho que cometi um erro”, disse à profissional de saúde.

“Ele achou que esta doença uma fraude. Ele achou que fosse jovem e invencível e não seria afetado pela doença”, contou Appleby à TV americana ABC. “Eles [jovens] realmente não parecem doentes. Mas quando checamos os níveis oxigênio e testes laboratoriais, eles realmente estão mais doentes do que aparentam”, alertou.

Os Estados Unidos lideram o ranking de países com maior número de mortes e infectados pelo novo coronavírus. Até o momento, já são mais de 130 mil vítimas da doença, segundo a Universidade John Hopkins.

A cidade onde o americano foi contaminado, San Antonio, já tem 18.602 casos e 166 óbitos, o que a coloca entre as 30 regiões mais afetadas no país.

Últimas notícias