França: “Você depende de Putin”, diz Macron a Le Pen em último debate

Em quatro dias, candidatos se enfrentarão no segundo turno das eleições francesas para a Presidência

atualizado 20/04/2022 22:36

Macron e Le Pen se enfrentam no segundo turno Getty Images

Os candidatos à Presidência da França Emmanuel Macron e Marine Le Pen se enfrentaram na noite desta quarta-feira (20/4) no único debate entre eles nesta campanha. O embate acontece quatro dias antes do segundo turno no país.

Atrás nas pesquisas de opinião, a ultradireitista Le Pen começou a discursar antes mesmo de o tema musical terminar e focou seus ataques ao desempenho de Macron, atual presidente francês, na economia.

A candidata voltou a se descrever como a “presidente do custo de vida” e a falar sobre seu plano de redução de impostos sobre combustíveis e eletricidade de 20% para 5,5%. “Minha prioridade pelos próximos cinco anos será devolver o dinheiro ao povo francês”, afirmou ela.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Em resposta, Macron, de centro-direita, disse que uma redução permanente de imposto é ineficaz e ressaltou que Le Pen se opôs à medida de intervenção do governo para limitar a alta de preços em eletricidade e gás, no fim do ano passado.

O presidente também criticou o plano econômico da opositora. “Estudei seu programa e não encontrei a palavra ‘desemprego’. Sinal de que estamos fazendo um bom trabalho”, disse. A taxa de desemprego na França é de 7,4%, a menor em quase 14 anos.

No segundo bloco, os candidatos se debruçaram sobre questões de política externa e Macron usou a oportunidade para ressaltar as ligações passadas de Le Pen com com o presidente russo, Vladimir Putin, que invadiu a Ucrãnia. Entre elas, estão um empréstimo que seu partido fez em um banco russo em 2014, de cerca de 9 milhões de euros. “Você depende do poder russo e do presidente Putin”, acusou Macron.

Em sua resposta, Le Pen lembrou das tentativas de aproximação promovidas por Macron no início do mandato, quando recebeu Putin em Versalhes e Brégançon.

Ainda sobre política internacional, o Brasil chegou a ser citado por Le Pen, que acusou Macron de favorecer a importação de alimentos estrangeiros em detrimento de produtos franceses, citando frangos brasileiros.

Mais lidas
Últimas notícias